Publicidade
24/09/2017
Login
Entrar

Agronegócio

18/05/2017

Valor da produção deve cair em Minas

Seapa estima que o resultado alcançará R$ 57 bilhões neste ano, o que representa queda de 4,2%
Michelle Valverde
Email
A-   A+
Produção menor de café no Estado é um dos fatores que deve derrubar o VBP deste ano/Eric Gonçalves
O Valor Bruto da Produção (VBP) agropecuária de Minas Gerais em 2017 foi estimado em R$ 57 bilhões, com base nos dados de abril. O valor ficou 4,2% inferior ao registrado em 2016, que era de R$ 59,6 bilhões. A queda foi provocada pela retração de 5,6% verificada na agricultura e de 1,6% na pecuária. O VBP do café e da soja, importantes produtos do agronegócio, apresentou retração e contribuiu para o resultado negativo. Entre os positivos, destaque para a cana-de-açúcar e suínos.

De acordo com os dados da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), o VBP da agricultura mineira, levando em conta os dados de abril, foi estimado em R$ 37,4 bilhões, retração de 5,6% frente aos R$ 39,7 bilhões registrados no ano anterior.

Entre os produtos que contribuíram para a queda no VBP da agricultura está a produção total de café, que foi avaliada em R$ 12,7 bilhões, valor que ficou 16,5% inferior aos R$ 15,26 bilhões verificados em 2016. A expectativa de colher uma safra 17,3% menor, somando 26,81 milhões de sacas de 60 quilos, é um dos fatores que justificam o resultado.

Da produção total de café, o VBP do café tipo arábica foi estimado em R$ 12,59 bilhões e o conilon em R$ 148,8 milhões.

“Ano passado colhemos uma safra recorde de café, mas a estimativa para 2017 é de queda em função da bienalidade. Por ser o produto de maior peso na produção agrícola, o impacto nos resultados é significativo”, explicou o superintendente de Política e Economia Agrícola da Seapa, João Ricardo Albanez.

Queda também foi verificada na soja. A previsão é de um VBP 14,2% menor, com a produção estimada em R$ 4,8 bilhões. “Com a maior produção mineira e nacional, os preços da soja recuaram e provocaram a retração no VBP. A expectativa de uma safra norte-americana alta também interferiu na cotação da soja”, disse Albanez.

Após os preços elevados em 2016, a produção de feijão foi estimulada em 2017, o que provocou a desvalorização do grão. Com isso, o VBP da cultura foi estimado em R$ 1,26 bilhão, retração de 43,9%.

De acordo com Albanez, a produção de batatas em 2017 também ficou maior e os preços recuaram. O resultado foi um VBP 63,5% inferior, com a produção avaliada em R$ 1 bilhão.

Entre os resultados positivos na agricultura está a cana-de-açúcar. De acordo com os dados da Seapa, o VBP da produção está 66,3% superior, somando R$ 8,39 bilhões.
“A estimativa é de uma produção maior e de preços valorizados para os produtos do setor sucroenergético. Estes fatores contribuíram para o avanço significativo no VBP da cana”.
A produção de milho foi avaliada em R$ 4 bilhões, aumento de 2,5%. Neste caso, a produção maior manteve o resultado positivo do VBP, já que os preços estão em declínio pela oferta elevada do cereal no mercado.
 
Leia também:
Projeção é de crescimento para o País


Pecuária - Por mais um ano, a expectativa é de retração no VBP da pecuária. A produção foi avaliada em R$ 19,5 bilhões, retração de 1,6%. Dentre os produtos, somente leite e suínos estão com resultados positivos.

No caso do leite, os preços mais valorizados permitiram o avanço de 9% no VBP, que foi estimado em R$ 7,8 bilhões. Mesma situação foi verificada em suínos, cujo VBP esperado é de R$ 2 bilhões, valorização de 15%.

Já em bovinos, a redução do preço da arroba e do número de animais para o abate fez com que a projeção do VBP ficasse 8,7% menor. A produção foi avaliada em R$ 5,24 bilhões.

O VBP da produção de frango foi estimado em R$ 3,45 bilhões, valor 11,5% menor. O VBP da produção de ovos, R$ 1 bilhão, está 20,9% menor.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

23/09/2017
Receita da agropecuária recua 6,8% em MG
Resultado é referente a agosto, quando o valor da produção no Estado foi estimado em R$ 54,68 bilhões
23/09/2017
PM mantém rede de propriedades rurais
A Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) estabeleceu como uma de suas  prioridades a segurança rural e agora leva para o campo a Rede de Propriedades Rurais Protegidas. O projeto...
23/09/2017
Indústria de café alega retenção de produção para aumento de preços
São Paulo - O setor de café no Brasil tem relatado dificuldades em conseguir produto para suas operações, apesar de a colheita deste ano ter acabado recentemente, em...
22/09/2017
CCPR assume 100% de participação na Itambé
Cooperativa adquire 50% da Vigor
22/09/2017
Produção de café em Minas recua 20,7%, indica a Conab
A retração acontece em função da queda de produtividade e, em menor parcela, da redução de área
› últimas notícias
Minas Gerais terá planta de grafeno até 2020
Planta da Mercedes em Juiz de Fora opera com estabilidade
Empresariado está mais otimista e Icei atinge o maior nível desde março de 2013, aponta CNI
Carrefour Brasil troca de presidente e anuncia a emissão de R$ 2 bi em notas
Unifei entre as mil melhores universidades do mundo
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:

Cadastrar
› Mais Lidas
Fiemg apresenta plano para o Alto Paranaíba
CCPR assume 100% de participação na Itambé
Planta da Mercedes em Juiz de Fora opera com estabilidade
Unifei entre as mil melhores universidades do mundo
Elmo Calçados fecha acordo com credores e evita falência
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


23 de September de 2017
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.