Publicidade
21/10/2017
Login
Entrar

Economia

21/09/2017

Venda de fatia da Alpargatas é concluída

AE
Email
A-   A+
São Paulo - A Alpargatas informou, por meio de fato relevante, que a Itaúsa (holding de investimentos do Itaú), Cambuhy Investimentos (fundo da família Moreira Salles) e Warrant Administração de Bens e Empresas concluíram a aquisição das ações que eram de propriedade da J&F Investimentos. Com isso, os compradores passam a ser os novos acionistas controladores da companhia, com 54,24% de participação no capital.

O negócio foi anunciado no dia 12 de julho. A J&F Investimentos detinha 255.183.112 ações, sendo 207.246.069 ações ordinárias e 47.937.043 ações preferenciais. O preço total do negócio foi de R$ 3,5 bilhões, sendo R$ 14,25 o valor atribuído por ação ordinária e R$ 11,40 por preferencial, vendidas pela J&F.

A Itaúsa, por sua vez, informou que, com o fechamento da transação, adquiriu 27,12% do capital total da Alpargatas, representado por 103.623.035 ações ordinárias e 23.968.521 ações preferenciais, desembolsando o montante de R$ 1,739 bilhão, sendo o preço por ação equivalente a R$ 14,17 por ação ordinária e R$ 11,32 por ação preferencial, após ajustes efetuados em razão do pagamento de juros sobre capital próprio aos acionistas Os recursos utilizados pela Itaúsa nessa aquisição serão recompostos por meio da emissão de notas promissórias.

De acordo com o comunicado divulgado, pela Alpargatas, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou a operação. Por lei, os compradores têm agora a obrigação de realizar a oferta pública de aquisição das ações com direito a voto de propriedade dos demais acionistas da companhia, detentores de ações ordinárias, de modo a assegurar a tais acionistas o preço no mínimo igual a 80% do valor pago por ação ordinária à J&F. O registro perante a CVM deverá ser feito em um prazo de 30 dias a partir dessa quarta-feira.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

21/10/2017
Indústria mineira projeta crescimento
Indicadores de renda e de inflação já favorecem o setor, que prevê aumento de 2% na produção neste ano
21/10/2017
PIB brasileiro volta a crescer em agosto, estima a FGV
Alta atingiu 0,2% no período
21/10/2017
Consumo de bens industriais no Brasil tem aumento de 2,5% em agosto
Rio - O consumo de bens industriais no País cresceu 2,5% em agosto ante julho, segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O Indicador Ipea de Consumo Aparente da...
21/10/2017
Privatização pode onerar a indústria nacional
O alerta é do professor da UFRJ, Eduardo Costa Pinto, que propõe a abertura de capital das subsidiárias
21/10/2017
Cemig dispensa diretor, com previsão de novas substituições
Luiz Fernando Paroli estaria cotado para a presidência
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.