Publicidade
22 de June de 2017
Login
Entrar

DC Lab

12/05/2017

VG Resíduos prevê crescimento de 400%

Startup faturou R$ 120 mil no último ano e o objetivo é aumentar para R$ 600 mil até o final de 2017
Ana Carolina Dias
Email
A-   A+
Software da VG Resíduos auxilia as empresas a corrigir e aperfeiçoar a gestão dos resíduos/Divulgação
Especializada em soluções para o gerenciamento de resíduos de empresas, a mineira VG Resíduos (www.vgresiduos.com.br) foi eleita a terceira startup mais promissora do País no ranking “100 Open Startups Brasil 2017”, categoria “Indústria do Futuro”. A segunda edição da premiação promovida pela Wenovate-Open Innovation Center, associação que incentiva a prática da inovação, aconteceu em abril deste ano e contou com a participação de cerca de 3 mil empresas. Para a seleção das 100 startups foram usados critérios como atratividade das empresas para o mercado, interesse de investidores nos empreendimentos, negociações em andamento e parcerias realizadas.

O sócio da startup, Guilherme Arruda, destacou que a posição no ranking coloca o trabalho dos empreendedores em evidência e serve como impulso para dar continuidade e ampliar o que está sendo realizado. “O prêmio trouxe visibilidade, os acessos ao site aumentaram cinco vezes nas últimas duas semanas e, além disso, é mais uma confirmação de que o ramo de sustentabilidade e meio ambiente está em alta e que estamos no caminho certo”, disse.

Reestruturada no ano passado e atualmente com 208 clientes, entre eles Louis Dreyfus Company e Cargill, gigantes da área de logística portuária no Brasil, a VG Resíduos faturou R$ 120 mil no último ano e o objetivo é aumentar para R$ 600 mil até o final de 2017, avanço de 400%, alcançando 500 empresas.

Desde março de 2016 comercializando um software que auxilia as empresas a corrigir e aperfeiçoar a gestão dos resíduos, a novidade, segundo Arruda, é a plataforma on-line “Mercado de Resíduos”, que gera valor ao transformar o resíduo em insumo que possa ser aproveitado no processo produtivo de outras empresas. “Lançamos um módulo de mercado de resíduos com o qual as empresas podem comprar, vender e trocar resíduos entre si, além de contratar fornecedores para transporte e tratamento”, explicou.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

20/06/2017
3D Lopes planeja fechar parcerias com hospitais
Os processos de modelagem, impressão e adaptação de próteses personalizadas realizados dentro dos hospitais é o plano de negócios da startup...
07/06/2017
Startup cria solução que substitui cartilagem e tecido
Ideia é acelerar cultivo de células para produzir minitecidos e miniórgãos
07/06/2017
Imaginação pode virar realidade virtual
A paixão que leva fãs a acreditarem em novas possibilidades colocadas dentro de uma caixa. A Holobox parte da experiência que os colecionadores têm com seus personagens...
07/06/2017
InvestPlay, Figurini e Sales Creators de volta ao programa Fiemg Lab
Potencializar as vendas por meio do marketing de influência, ensinar as pessoas a investir melhor o dinheiro e prestar consultoria de moda e estilo por meio de uma plataforma on-line. As...
31/05/2017
eBidOne: compliance com custo competitivo
A complexidade do processo de concorrência para produtos em série nas indústrias e a quantidade diversa de equipes e empresas envolvidas, motivou os criadores da eBidOne...
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.