Publicidade

Opinião

07/01/2017

Vítimas de Manaus

Carlos Perktold*
Email
A-   A+
Há alguns anos libertei um amigo do depósito de presos da Lagoinha. Ele havia sido flagrado comprando maconha numa comunidade suspeita, a polícia chegou e ele ficou preso de sexta até segunda-feira à tarde. Depois de negociação com o delegado de plantão, ele foi liberado. Lembrei-me dele por que a primeira coisa que ele me disse após essa experiência deplorável foi uma frase que nunca esqueci: “Carlos,...

Exclusivo para assinantes.


Para ler esta e outras matárias, cadastre-se gratuitamente ou assine.

Ler 5 matérias por mês

     

Receber nossas newsletters



Assinar
Cadastrar

Ou faça login

Leia também

23/02/2017
Editorial
Decisão certa mas insensata
23/02/2017
O desmonte da previdência pública
O Congresso retomou as discussões sobre a reforma da Previdência Social. Como toda a mídia compreendeu, a Comissão Especial instalada para analisar a proposta representa...
23/02/2017
Impropérios em papos triviais
"Perto de casa, deparei-me com uma loja chamada 'Macabiras Center'. Achei aquilo um absurdo. Um insulto à linguagem." (Ariano Suassuna) Um tiquinho de...
23/02/2017
Os imbróglios policiais
A maioria da população não se recorda de 31 de março de 1964, data que iniciou o militarismo que comandou o Brasil. Vemos nos dias atuais propagandas das esquerdas...
22/02/2017
Editorial
Caçadores de pechinchas
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.