Publicidade
27/05/2018
Login
Entrar

DC Auto

26/01/2018

Volkswagen Virtus é apresentado oficialmente

Preços partem de R$ 59,99 mil
José Oswaldo Costa*
Email
A-   A+
A Volkswagen fez o lançamento do sedan compacto premium Virtus nessa semana, de maneira oficial. Isto porque, em novembro do ano passado, a montadora alemã já havia feito a avant-première do modelo.

O Brasil será o primeiro mercado no mundo a vender o novo VW Virtus.

Mais à frente, entraremos nos detalhes do Virtus, mas uma das informações mais importantes sobre o sedan originado do hatch Polo, que não foi disponibilizada em novembro, são os preços.

O VW Virtus será vendido em três versões: MSI com motor 1.6 e câmbio manual (R$ 59,99 mil); Comfortline 200 TSI com motor 1.0 turbo e câmbio automático de seis marchas (R$ 73,49 mil) e Highline 200 TSI, também com motor 1.0 turbo e câmbio automático de seis marchas (R$ 79,99 mil).

A versão de entrada MSI conta com dois pacotes de itens. O primeiro, denominado pela montadora como Safety Pack, tem o preço de R$ 1,05 mil. Inclui os seguintes recursos: controle de tração (ASR), bloqueio eletrônico do diferencial (EDS), controle eletrônico de estabilidade (ESC) e assistente de partidas em rampas (HHC).

O segundo é o pacote Connect Pack, ao preço de R$ 2,95 mil. Além de incluir os itens do Safety Pack, também oferece: sistema multimídia com tela colorida sensível ao toque de 6,5 polegadas (com conectividade para Android Auto – que agora permite também o aplicativo de navegação Waze –, Apple CarPlay e Mirrorlink), volante multifuncional, rodas em liga leve de 15 polegadas e sensores de estacionamento traseiros.

A versão intermediária Comfortline conta com o pacote chamado de Tech I. Ele acrescenta ao Virtus o seguinte: volante multifuncional com “borboletas” (paddle shifts) para trocas manuais de marchas, abertura e fechamento das portas sem a necessidade da chave e botão de partida, controle automático de velocidade, sensor de estacionamento dianteiro, sensores de chuva e crepuscular, rodas em liga leve de 16 polegadas com pneus 195/55 R16 e espelho retrovisor interno eletrocrômico. O preço é R$ 2,20 mil.

Já o pacote Tech II inclui os itens anteriores acrescentados de: indicador de controle da pressão dos pneus, sistema de frenagem automática pós-colisão, detector de fadiga, porta-luvas refrigerado, câmera de ré, porta-malas com sistema de ajuste variável de espaço e ar-condicionado digital. Esse pacote tem o preço de R$ 3,5 mil.

O Virtus Highline, topo de linha, oferece o pacote Tech High ao preço de R$ 3,30 mil. Ele inclui os seguintes itens: painel de instrumentos totalmente digital (Active Info Display), sistema multimídia com tela colorida sensível ao toque de 8 polegadas, indicador de controle de pressão dos pneus, sistema de frenagem automática pós-colisão, detector de fadiga, câmera de ré, porta-malas com sistema de ajuste variável de espaço, sensores de chuva e crepuscular e sensores de estacionamento dianteiros.

O cliente também pode adquirir, para a versão Highline, rodas em liga leve de 17 polegadas (R$ 1,20 mil), banco do passageiro dianteiro rebatível (para levar cargas longas, com um caiaque, por exemplo) por R$ 300 e bancos revestidos em material sintético que imita couro (R$ 800).

Ou seja, se o comprador optar por levar o Virtus Higline totalmente equipado, terá que pagar o preço de R$ 85,59 mil.

A versão de entrada MSI, com todos os opcionais oferecidos, tem o preço de R$ 62,94 mil. Já o Virtus Comfortline, com todos os itens disponíveis, tem o preço de R$ 76,99 mil.

Todas as versões contam, de série, com 4 airbags (dois frontais e dois laterais), além do sistema Isofix para fixação de cadeirinhas infantis. Assim como o “irmão” Polo, o Virtus recebeu 5 estrelas do Latin NCAP nos testes de segurança realizados.

MANUAL COGNITIVO É UM DESTAQUE

Como informamos anteriormente, o Virtus MSI utiliza motor 1.6. Ele é capaz de render 110/117 cv (gasolina/etanol) e oferece o torque máximo de 155/162 Nm (gasolina/etanol).

De acordo com a VW, com esse motor o sedan alcança a velocidade máxima de 195 km/h e atinge os 100 km/h, saindo da imobilidade, em 9,8 segundos (abastecido com etanol). O câmbio que trabalha junto com essa motorização é o manual de 5 marchas.
Nas versões Comfortline e Highline o motor utilizado é o 1.0 turbo de três cilindros, de 115/128 cv (gasolina/etanol). O torque é de 200 Nm, seja qual for o combustível escolhido. A aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 9,9 segundos e, a velocidade máxima, é de 194 km/h (abastecido com etanol).

Para as duas versões, o câmbio escolhido foi o automático de 6 marchas com a opção de equipá-las com “borboletas” atrás do volante para trocas manuais. As trocas manuais também podem ser feitas na própria alavanca do câmbio.

O motorista também conta com o modo de acionamento esportivo (posição S), que altera os momentos das trocas de marchas para rotações mais elevadas, proporcionando aceleração mais rápida, para um comportamento mais dinâmico do veículo.

Segundo a montadora, o Virtus será o primeiro automóvel do Brasil a oferecer o “manual cognitivo” – que usa IBM Watson para responder aos motoristas questões sobre o veículo, incluindo informações do manual do carro.

Dúvidas sobre o carro (feitas através da escrita, voz ou fotografia) poderão ser respondidas por esse assistente, de forma simples e rápida, em português ou espanhol.
As medidas do novo VW Virtus são as seguintes: comprimento – 4,48 metros; largura (com os espelhos retrovisores) – 1,96 metro; altura – 1,47 metro e distância entre eixos –  2,65 metros. O porta-malas tem capacidade para 521 litros.

Interessante que, mesmo sendo um modelo derivado do Polo, a Volkswagen optou por alterar o entre eixos do Virtus, para ampliar o espaço interno. Dessa forma, ele passou dos 2,56 metros do hatch para os já informados 2,65 metros no sedan.

Além disso, vale destacar que essa medida é exatamente a mesma do seu “irmão mais velho” Jetta. Muito boa para um sedan do segmento de compactos.

O Virtus chega ao mercado brasileiro com garantia de fábrica de três anos (sem limite de quilometragem) e estará disponível em sete cores: preto, branco e vermelho (sólidas) e cinza, azul, prata Sirius e prata Tungstênio (metálicas).

O novo sedan compacto premium da Volkswagen estará nas concessionárias da marca a partir da primeira semana de fevereiro. (JOC)



* O jornalista viajou a convite da Volkswagen do Brasil

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

25/05/2018
Novo Mini Cooper hatch chega em junho
Modelo foi apresentado em janeiro deste ano no Salão de Detroit (EUA) e ganhou visual renovado
25/05/2018
Itens e preços de cada versão do compacto
Mini Cooper Exclusive - 3 portas – (R$ 119,99 mil): A versão oferece, entre os itens de série, assentos dianteiros esportivos com ajuste de altura; alarme; ar-condicionado;...
18/05/2018
City 2018 recebeu pequenas mudanças
Sedan compacto da Honda teve algumas alterações no design e conta com novo sistema multimídia
18/05/2018
Controle de estabilidade ausente
Falando em interior, o da versão ELX, avaliada, é confortável. Os bancos são forrados com material sintético que imita o couro. O do motorista apresenta ajuste da...
11/05/2018
New Holland lança novo trator conceito
Montadora apresentou protótipo equipado com motor FPT de rendimento equivalente ao diesel
› últimas notícias
Nível de atividade recua em Minas, mas há otimismo
Roscoe defende redução de tributos, juros e burocracia
FMI prevê expansão do PIB em 2%
Especialistas não veem desaceleração econômica
Níveis de atividade e emprego do setor caem
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


26 de maio de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.