17/08/2018
Login
Entrar

Finanças

03/08/2018

Wall Street e Ultrapar impulsionam B3

Principal índice acionário do Brasil, o Ibovespa, fechou o dia em alta de 0,42%
Reuters
Email
A-   A+
Preços internacionais do petróleo em alta também influenciaram o resultado positivo da B3/saulo cruz/mme/divulgação
São Paulo - O Ibovespa fechou em alta ontem, ajudado pela melhora nos pregões em Wall Street e avanço dos preços do petróleo, com Ultrapar chegando a disparar mais de 10% após anúncio de dividendos e resultado trimestral.

O principal índice de ações da B3 subiu 0,42%, a 79.636,69 pontos. Na mínima, no começo do dia, o Ibovespa caiu 0,92%. O volume financeiro somou R$ 8,73 bilhões.
Nos Estados Unidos, o S&P 500 avançou 0,49 %, apoiado na recuperação de ações do setor de tecnologia, com a Apple atingindo US$ 1 trilhão em valor de mercado.

Após a apreensão sobre a disputa comercial EUA-China pesar nos negócios no começo da sessão, quando o Ibovespa caiu 0,9% no pior momento, trouxe algum alívio comentário do secretário do Comércio norte-americano de que as tarifas que os EUA ameaçam impor não serão desastrosas para a China.

Os preços do petróleo também ampliaram os ganhos, ajudando as ações da Petrobras, depois de operadores terem visto um relatório do setor indicando que os estoques domésticos da commodity voltariam a diminuir depois de um aumento inesperado na semana passada.

Destaques – Ultrapar disparou 7,56%, após tocar a mínima em mais de cinco anos na véspera, um dia após anúncio de distribuição de juros sobre capital próprio e divulgação de resultado no segundo trimestre. Na máxima, os papéis subiram 10,5%. O Itaú BBA informou que os resultados foram melhores que as previsões de seus analistas diante de baixas expectativas para a divisão Ipiranga, que estavam no preço das ações. O Bradesco BBI avaliou positivamente o foco do grupo em retornos e mudança na estratégia da companhia para enfrentar um ambiente altamente competitivo, mas afirmou que mantinha visão cautelosa em razão de perspectivas de crescimento fraco e baixa visibilidade sobre níveis de margem normalizados.

Petrobras PN subiu 2%, favorecida pelo avanço dos preços do petróleo, enquanto investidores aguardam o resultado do segundo trimestre da petrolífera de controle estatal, que será divulgado hoje, antes da abertura da bolsa. Prévia divulgada pela Reuters aponta que a empresa deve alcançar um lucro líquido de US$ 1,505 bilhão no trimestre, um salto na comparação com os US$ 96 milhões de igual trimestre do ano passado.

Gol fechou em queda de 0,73%, após oscilar entre momentos de alta e baixa, tendo no radar prejuízo de R$ 1,3 bilhão no segundo trimestre, afetado pelo câmbio, e piora nas estimativas de margens e custos. A receita operacional líquida, contudo, subiu 9% e o resultado operacional medido pelo Ebit saltou 92,7% entre abril e junho. Na teleconferência, a companhia aérea também disse que as reservas de voos voltaram em julho para níveis mais normais.

Cosan avançou 4,17%, no segundo dia de alta, após recuar quase 6% na última terça-feira, afetada por operação da Polícia Civil do Paraná sobre suposto controle criminoso dos preços nas bombas. Em comunicado ontem, a Cosan negou que a Raízen, uma joint venture com a Shell para os setores de cana e combustíveis, alvo da operação, tenha formado cartel para a formação de preços em postos do Paraná e do Distrito Federal.

Vale caiu 0,41%, principal peso negativo do Ibovespa dada a sua relevante participação na carteira do índice, tendo no radar as preocupações com os planos norte-americanos de impor uma tarifa de 25% em importações chinesas avaliadas em US$ 200 bilhões, em meio a uma guerra comercial entre as duas maiores economias do mundo, o que derrubou os preços futuros do minério.

Equatorial recuou 2,53%, após o Tribunal de Contas da União (TCU) determinar que a Eletrobras deverá abster-se da operação de venda, que estava em curso, da sua participação societária na SPE Integração Transmissora de Energia (Intesa) para a Equatorial, conforme informou a Eletrobras na noite da última terça-feira.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

17/08/2018
Mercado revê projeção e estima déficit menor no ano
Segundo boletim Prisma deste mês, rombo no País deve ser de R$ 148,1 bi
17/08/2018
Consulta pública pretende simplificar requisitos para oferta de microcrédito
Brasília - O Banco Central (BC) informou ontem, por meio de nota, a publicação de edital de consulta pública com proposta de resolução sobre...
17/08/2018
Dólar sobe 0,12% e Ibovespa recua 0,34% puxados por especulações na cena eleitoral
São Paulo - O dólar encerrou ontem com leve alta ante o real, com a cautela com a cena eleitoral doméstica se sobrepondo ao alívio externo após a China ter...
15/08/2018
Ibovespa tem novo avanço após trégua
Índice acionário foi favorecido pela menor aversão ao risco no cenário internacional
15/08/2018
Fundo vai dividir R$ 6,2 bilhões de lucro com trabalhadores
Brasília - Trabalhadores com conta no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) receberão rendimento extra de 1,72% pelo lucro que o próprio fundo obteve com...
› últimas notícias
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


17 de agosto de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.