19/06/2018
Login
Entrar

Política

13/06/2018

Wladimir Costa é absolvido da acusação de peculato

AE
Email
A-   A+
Brasília - Por unanimidade, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu ontem absolver o deputado federal Wladimir Costa (Solidariedade-PA) de acusação de peculato.

O deputado e Wlaudecir Costa, seu irmão, eram investigados no âmbito de uma ação penal que apurava se os dois participavam de um esquema de desvio de recursos públicos por meio da contratação de três “funcionários fantasmas” para atuar no gabinete do parlamentar.
O caso chegou ao STF em maio de 2006 embasado na reclamação trabalhista de um dos funcionários, que noticiou à Justiça a existência do suposto esquema.

De acordo com a Procuradoria-Geral da República (PGR), nenhuma das três pessoas contratadas exerceu função de secretário parlamentar, “servindo apenas de peça de ficção” para os irmãos se apropriarem de “forma fraudulenta” dos recursos públicos destinados ao pagamento de sua assessoria. A denúncia foi recebida pelo STF em novembro de 2009.

Para o relator do caso, ministro Edson Fachin, não houve indícios suficientes que confirmassem as acusações do Ministério Público. “Não há, neste momento de análise do mérito da ação penal, elementos suficientes para a condenação dos réus. O quadro processual revela a insubsistência das premissas pro eventual acolhimento da pretensão condenatória”, disse Fachin.

O entendimento do relator foi seguido pelos colegas do colegiado Durante a sessão, o ministro Gilmar Mendes disse que o caso deveria provocar uma reflexão. “Veja quanto trabalho isso já deu para a Corte. Já nos ocupou no plenário na fase do recebimento da denúncia, para se chegar a isso. Muito provavelmente uma montagem, com a finalidade de praticar um estelionato pela via judicial”, afirmou Gilmar Mendes.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

19/06/2018
Ciro defende projeto de reindustrialização do Brasil
Pré-candidato do PDT quer parceria entre setores estatal e privado
19/06/2018
Marcos Valério é condenado a mais 16 anos
Ex-empresário já cumpre pena de 37 anos por envolvimento em esquema do PT
19/06/2018
Geddel e Luiz Estevão são alvo de buscas
São Paulo - A Polícia Civil, no Distrito Federal, fez buscas nas celas onde estão presos o ex-ministro Geddel Vieira Lima e o ex-senador Luiz Estevão, na...
19/06/2018
STF retomará julgamento sobre delação premiada
Brasília - A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, marcou para amanhã a retomada do julgamento de uma ação que discute a...
19/06/2018
Sistema prisional precisa de agenda
Brasília - A procuradora-geral da República e presidente do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), Raquel Dodge, apontou ontem algumas das principais...
› últimas notícias
Preço do diesel recua R$ 0,41 em Minas
Mais de 40% das empresas usam planilhas ao contratar
Inadimplência recua na Capital
TCU vai apurar se cobrança por despacho de bagagem reduziu preços das passagens
Governo espera movimentar a economia com liberação de saques
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


19 de junho de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.