Crédito: REUTERS/Amanda Perobelli

Brasília – O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta quarta-feira (16) que não vai à reunião anual do Fundo Monetário Internacional (FMI) em Washington por “prioridades” a tocar no País.

Questionado se o momento seria de definição da agenda que será tocada após a reforma da Previdência, a resposta do ministro foi positiva e ele afirmou ainda estar focado no que “está acontecendo aqui”.

O presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto e o secretário especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais, Marcos Troyjo, vão representar a equipe econômica em Washington.

(Reuters)