Valor médio dos imóveis na capital mineira avançou 0,26% em setembro, aponta o Índice Fipe Zap - Crédito: Charles Silva Duarte/Arquivo DC

O preço médio de venda dos imóveis residenciais na capital mineira registrou um tímido avanço de 0,26% em setembro na comparação com o mês de agosto, segundo o Índice FipeZap.

Em todo o Brasil, Belo Horizonte foi uma das seis capitais, entre as 16 pesquisadas, que apresentou elevação dos valores no mês passado, sendo destaque ao lado de Salvador, na Bahia (0,44%) e Curitiba, no Paraná (0,25%).

No acumulado do ano, porém, os números são negativos na capital mineira. A queda registrada foi de 0,88%. A variação acumulada em 12 meses, por sua vez, foi de -0,55%.

Conforme destaca o pesquisador da Fipe, Bruno Oliva, o que acontece em Belo Horizonte segue uma tendência verificada em todo o País: os preços ainda têm andado de lado.

Cenário – Os números atuais contrastam com outros muito mais promissores verificados no começo da década. Para se ter uma ideia, no ano de 2010, em Belo Horizonte, o aumento do preço médio de venda dos imóveis residenciais foi de 14,37%. Em 2011, o incremento foi ainda maior, de 22,73%.

Diante desse quadro e do “boom” de preços, segundo Bruno Oliva, seria impossível manter esse nível de avanços, sendo que uma acomodação, nesses casos, é totalmente natural no mercado.

No entanto, juntou-se a esse fator a forte crise econômica pela qual o País vem passando, o que resultou nos números atuais, mais baixos do que o previsto.

Perspectivas – As expectativas para esse mercado, de acordo com Bruno Oliva, são de que a economia se aqueça e, a partir disso, os índices apresentem mais variações positivas.

Além disso, as taxas de juros em queda podem acabar refletindo no setor em médio e longo prazos, proporcionando aumento nos preços, destaca o profissional.

“No ano que vem, no entanto, considero improvável que os valores subam mais do que a inflação”, avalia o pesquisador da Fipe. “Depois disso, a nossa expectativa é de que volte o crescimento, mas não no nível do começo da década, em curto prazo”, afirma ele.

Por região – O preço médio dos imóveis residenciais em Belo Horizonte alcançou R$ 6.302 / m² no mês de setembro.

O metro quadrado mais valorizado da capital mineira, de acordo com os índices do mês passado, é o da Savassi (R$ 11.426).

Posteriormente, vêm Funcionários (RS 10.276), Boa Viagem (R$ 9.779), Lourdes (R$ 9.765) e Santo Agostinho (R$ 9.220).