American actors Woody Allen and Diane Keaton in a scene from the film 'Sleepers,' directed by Woody Allen, 1973. (Photo by United Artists/Courtesy of Getty Images)

Cinema

Comédias – A mostra “Comédias Anárquicas” reúne 32 longas-metragens que exploram o subgênero da comédia, cujo representante mais famoso é o grupo de comédia britânico Monty Pyton. A seleção inclui produções de grandes diretores como Carlos Manga, Martin Scorsese, Stanley Kubrick, Spike Lee, Jean-Luc Godard, Luis Buñuel e Woody Allen, com “O Dorminhoco” (foto), de 1973.

Quando: até 27 de março
Quanto: entrada gratuita
Onde: Cine Humberto Mauro – Palácio das Artes (avenida Afonso Pena, 1.537)

Mulheres – Neste mês, a Fundação Municipal de Cultura exibirá 20 filmes feitos por mulheres e que trazem temas relativos às pautas feministas. A programação inclui o filme da diretora belo-horizontina Amanda Vitória, “Aborta o Machismo: em resistência pela subjetividade” e a história do ícone da música e também do feminismo brasileiro, Elza Soares, que será exibida em produção da também mineira Elizabete Campos, no filme “My Name is Now”.

Quando: até 31 de março
Quanto: entrada gratuita
Onde: MIS Cine Santa Tereza (rua Estrela do Sul, 89, Praça Duque de Caxias, Santa Tereza)

Artes plásticas

Ai Weiwei – Com a exposição “Ai Weiwei – Raiz”, premiada como a melhor mostra internacional de 2018, o artista plástico chinês Ai Weiwei tem a sua obra exposta pela primeira vez no Brasil. Ai Weiwei se destaca pelo interesse que demonstra pelas questões sociais e humanas, como a crise mundial de imigração.

Quando: até 15 de abril (quarta a segunda-feira, 10h às 22h)
Quanto: entrada franca
Onde: Centro Cultural Banco do Brasil (Praça da Liberdade, 450, Funcionários, entrada pela rua Cláudio Manoel)

Fotografia

Exposição – “Inconfissão” é a nova exposição de Rosângela Dorazio. A artista já participou de várias mostras coletivas e individuais, no Brasil e no exterior, mas essa é a primeira vez que exibe seus trabalhos em Belo Horizonte, cidade em que viveu entre 1979 e 1984, depois de deixar sua cidade natal, Araguari. Rosângela cria imagens para serem desfeitas e transforma a fotografia e a gravura em peça única.

Quando: até 28 de abril (de terça a sexta-feira das 10h às 19h, sábado e domingo das 12h às 19h).
Quanto: entrada gratuita
Onde: Museu Mineiro (avenida João Pinheiro, 342, Funcionários)

Belo Horizonte – A exposição “Wilson Baptista – Urbano Fotográfico” é um recorte com 44 fotografias, em preto e branco, do renomado fotógrafo mineiro Wilson Baptista, com acervo estimado em cerca de 30 mil negativos. O olhar do fotógrafo registra as transformações urbanas, arquitetônicas e sociais que ocorreram no centro da capital mineira entre as décadas de 1930 e 1960.

Quando: até 25 de maio (das 9h30 às 21h, entre terça-feira e sábado
Quanto: entrada gratuita
Onde: CâmeraSete – Casa da Fotografia de Minas Gerais (avenida Afonso Pena, 737, Centro)