Na simulação para o segundo turno, Antonio Anastasia venceria Fernando Pimentel, com 48% contra 30% dos votos - Foto: MArcelo Sant'anna/ALMG

São Paulo – O senador Antonio Anastasia (PSDB) oscilou um ponto para baixo, de 33% para 32%, mas continuou na liderança isolada da disputa ao governo de Minas Gerais, de acordo com um novo levantamento do Instituto Datafolha/TV Globo divulgado no início da noite de ontem.

Segundo o mesmo levantamento, o atual governador, Fernando Pimentel (PT), passou de 24% a 21%, no limite da margem de erro, que é de três pontos percentuais. Romeu Zema (Novo), por outro lado, subiu seis pontos em relação à pesquisa do último dia 28, de 9% para 15%.

Considerando os votos válidos, que são os utilizados pela Justiça Eleitoral para a divulgação do resultado oficial da eleição, Anastasia chegou a 41%, contra 27% de Pimentel e 20% de Zema.

Brancos e nulos somaram 13%, enquanto indecisos chegaram a 9%. Adalclever Lopes (MDB) teve 5% das preferências, seguido de João Batista Mares Guia (Rede), com 2%. Dirlene Marques (PSOL), Alexandre Flach (PCO) e Claudiney Dulim (Avante) tiveram, cada um, 1%. Jordano Metalúrgico (PSTU) não pontuou.

Na única projeção de segundo turno feita pelo Datafolha, o senador tucano bate Pimentel por 48% a 30%. O resultado representa um crescimento da margem de votos entre os dois em relação à última pesquisa, de cinco para oito pontos. Brancos e Nulos chegaram a 18% e indecisos, 4%.

A pesquisa Datafolha ouviu 1.585 eleitores de 72 municípios do Estado entre a última quarta-feira e ontem. Ela foi registrada no TSE com o código MG-02076/2018. Seu nível de confiança é de 95%.

Leia também:

Azeredo pode votar no domingo

TSE mantém candidatura de Dilma

PT amplia ofensiva jurídica contra as fake news

Presidência – O candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, segue na liderança da corrida presidencial com 35% da preferência do eleitorado, ampliando a vantagem sobre o petista Fernando Haddad, que vem em segundo com 22%, mostrou pesquisa Datafolha divulgada ontem.

Levantamento anterior do instituto, divulgado na última terça-feira, mostrava Bolsonaro com 32%, enquanto Haddad aparecia com 21%.

A pesquisa de ontem apontou ainda Ciro Gomes (PDT) com 11%, mesmo patamar da última terça-feira; Geraldo Alckmin (PSDB) tem 8% contra 9% há dois dias, e Marina Silva (Rede) soma os mesmos 4% da pesquisa anterior.

Em uma simulação de segundo turno entre Bolsonaro e Haddad, o candidato do PSL aparece com 44%, enquanto o petista soma 43%. Na pesquisa da última terça-feira, Bolsonaro estava com 44% contra 42% de Haddad.

O Datafolha ouviu 10.930 pessoas entre a última quarta-feira e ontem. A margem de erro da pesquisa é de 2 pontos percentuais. (AE/Reuters)