O senador Antonio Anastasia (PSDB) segue na liderança das intenções de voto ao governo de Minas Gerais, segundo pesquisa Ibope divulgada ontem. O tucano oscilou de 31% na semana passada para 33% agora.

O governador Fernando Pimentel (PT) vem na sequência com 22%, mesmo índice do levantamento anterior. Romeu Zema (Novo) também manteve os 7% da pesquisa da semana passada.

Adalclever Lopes (MDB) oscilou de 1% para 3%. João Batista Mares Guia (Rede) manteve os 2%. Alexandre Flach Domingues (PCO), Claudiney Dulim (Avante), Dirlene Marques (PSOL) e Jordano Metalúrgico (PSTU) mantiveram os mesmos 1% cada da pesquisa passada.
Votos em branco e nulos oscilaram de 19% para 18%, enquanto os que não souberam ou não opinaram foram de 13% para 12%.

Na simulação de segundo turno, Anastasia tem 45% e Pimentel pontua 27%. Votos em branco e nulos são 19% e não souberam ou não opinaram, 9%.

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo. A margem de erro é de três pontos percentuais e o nível de confiança de 95%. Foram ouvidos 1.512 eleitores de 89 municípios do Estado entre 14 e 16 de setembro. A pesquisa foi protocolada no TRE com o número MG-09508/2018 e no TSE sob o registro BR-06585/2018.

Dilma – A candidatura da ex-presidente Dilma Rousseff, que disputa o Senado pelo PT em Minas Gerais, foi deferida ontem pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MG), após receber sete pedidos de impugnação e três notícias de inelegibilidade. O tribunal aceitou a candidatura por 4 votos a 3, após o presidente da Corte, desembargador Pedro Bernardes, ter de desempatar a sessão.

O processo de impeachment era o principal argumento para as impugnações. De acordo com os pedidos, a ex-presidente deveria ser considerada inapta para assumir cargos públicos por oito anos – após a destituição de Dilma ser determinada, porém, o Senado decidiu não cassar seus direitos políticos. (AE)