Os preços de venda e locação de imóveis comerciais apresentaram recuo na abertura do segundo semestre de 2018, acentuando a variação negativa do ano. O Índice FipeZap Comercial, que acompanha o preço médio de conjuntos e salas comerciais de até 200 m² nos municípios de Belo Horizonte, São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre, registrou queda nominal de -0,35% em julho no preço médio de venda e de -0,33% no preço médio de locação de imóveis comerciais.

Entre as cidades monitoradas, Belo Horizonte foi a única que registrou alta no preço médio de venda de imóveis comerciais em julho, com variação positiva de 0,09%. O Rio de Janeiro apresentou queda de -0,64%, em Porto Alegre o recuo foi de -0,53% e em São Paulo, de -0,30%. O preço médio de locação comercial também aumentou na capital mineira (+0,18%) e em Porto Alegre (+1,02%), enquanto caiu no Rio de Janeiro (-0,66%) e em São Paulo (-0,51%).

O levantamento apontou o menor preço médio de venda (R$ 7.551/m²) também em Belo Horizonte, assim como o de locação comercial (R$ 30,14/m²) em julho. O valor médio do metro quadrado nos quatro municípios monitorados pelo índice foi de R$ 9.587, no caso de imóveis comerciais à venda, e de R$ 42,96 para locação. O Rio de Janeiro se manteve como a cidade com o preço médio mais elevado (R$ 10.360/m²), enquanto São Paulo se destacou com o maior preço médio de locação (R$ 42,96/m²).

No balanço parcial de 2018, tanto o preço médio de venda quanto o preço médio de locação de imóveis comerciais recuaram, com quedas de -0,44% e -1,54%,

respectivamente. Já nos últimos 12 meses, o Índice FipeZap Comercial registrou queda nominal de 2,30% nos preços médios de venda e de 2,72% nos valores de locação de conjuntos e salas comerciais.

Retorno – O investimento em imóveis comerciais tem oferecido um retorno médio inferior ao Certificado de Depósito Interbancário (CDI) desde 2014. Nos últimos 12 meses, os imóveis comerciais apresentaram um retorno médio de 2%, percentual que inclui a renda média do aluguel e a valorização dos ativos, enquanto o CDI apresentou rentabilidade média de 7,1%.