Segundo Eugênio Elyseu, são esperadas 2 mil pessoas - Crédito: Gláucia Ribeiro

Uma nova forma de fazer negócios, baseada na solidariedade e no compartilhamento, é a proposta do Business Network International (BNI), que realiza a sua conferência nacional em Belo Horizonte, entre os dias 3 e 6 de julho. A organização está presente no Brasil há 10 anos e há cinco em Minas Gerais.

De acordo com o diretor-executivo do BNI Minas, Eugênio Elyseu, são esperadas 2 mil pessoas no Cine Theatro Brasil Vallourec.

“É a primeira vez que o evento acontece fora de São Paulo. A escolha de Belo Horizonte acontece porque Minas Gerais já é a maior força dentro do BNI Brasil, com 20% dos associados. Por agora, estamos apenas dentro da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), mas já prospectando o Sul de Minas, Triângulo e Zona da Mata”, explica Elyseu.

A conferência vai receber grandes nomes como Tiago Cunha, embaixador da Universidade de Brighton para a América Latina; Marcos Martins, também embaixador da Universidade de Brighton para a América Latina; e Mara Martins, PhD em Medicina do Comportamento, comentarista e apresentadora de TV; entre outros. A grande estrela, porém, é o escrito Ivan Misner, considerado a maior autoridade de networking do mundo e fundador do BNI. Durante o evento acontecerá o lançamento e noite de autógrafos do livro “Who’s In Your Room?”.

O BNI foi criado nos Estados Unidos em 1985. A metodologia aplicada está baseada na filosofia Givers Gain, que preconiza o ajudar primeiro para obter resultados depois. Todas as semanas os membros se reúnem com outros respeitados líderes de negócios para construir e intensificar relacionamentos duradouros e passar referências de negócios qualificadas.

A afiliação ao BNI oferece acesso a treinamento de negócios, aprendizado com colegas e oportunidades para fazer networking e negócios com centenas de milhares de membros do BNI no mundo inteiro. No Brasil, cerca de 90% dos participantes são micros, pequenos ou empresários autônomos.

Uma pesquisa do Buzlead mostra que 92% dos consumidores confiam na indicação de amigos para escolher um produto ou serviço. E ainda, segundo uma pesquisa do Perfil das Empresas de Consultoria do Brasil, publicado em artigo do portal Administradores, atualmente 88,1% dos clientes de consultorias são provenientes da indicação.

“A cultura mineira já valoriza a indicação, então já existia uma sinergia muito grande com a proposta do BNI. O que fazemos é a indicação qualificada. Temos uma plataforma em que os membros do BNI do mundo inteiro podem conversar e fazer negócios. Já são mais de 250 mil participantes”, destaca o diretor-executivo do BNI Minas.

Os grupos geralmente são fomentados pela própria organização mas quem se interessar pode procurar pelo BNI. Nesse caso, um diretor será deslocado para dar início ao processo. Algumas prefeituras têm buscado o apoio do BNI para montar grupos nas cidades.

“Os prefeitos estão percebendo que se ajudarem os empresários locais a se organizarem a economia do município melhora. Com isso ele ganha apoio e aumenta a arrecadação. Do lado das empresas existe também um ganho grande porque elas são apresentadas a oportunidades que estão muito mais próximas e, por isso, mais sustentáveis”, afirma o executivo.

A programação, outros detalhes do evento e a lista completa de palestrantes estão no site https://conferencia.bnibh.com.br/, assim como a ficha de inscrição. O valor é de R$ 440.