São Paulo – A decisão da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) que permite que fundos invistam em criptomoedas no exterior é considerada um marco no cenário mundial desse tipo de ativo.

A afirmação é do diretor da Bolsa de Moedas Virtuais Empresariais de São Paulo (Bomesp), Fernando Barrueco. Segundo ele, o fato de o País ter alguma regulação para criptomoedas atrairá investimentos.

“É um ótimo começo para que os fundos nacionais, mesmo que de forma indireta, comecem a investir em criptomoedas e se preparem para possível legislação que permita o investimento direto no Brasil”, avaliou o diretor da Bomesp.

De acordo com Barrueco, a determinação atual não veda o investimento indireto em criptoativos. “É uma interpretação da legislação já existente pela CVM, uma autorização aos fundos nacionais”, completou. (AE)