Clara e Laura Luciano garantem: oferecemos um produto muito bom com preço popular - Créditos: Edy Fernandes

Depois de 10 unidades em funcionamento nos estados do Rio de Janeiro e São Paulo, a Bullguer desembarcou em Belo Horizonte em novembro do ano passado. Estrategicamente instalada no hipercentro, a poucos quarteirões do Mercado Central, a hamburgueria já pensa em expansão e mira nas regiões Centro-Sul e Pampulha.

O comando da unidade e responsabilidade pela expansão da marca no Estado é das irmãs Clara e Laura Luciano. Elas desenvolveram um modelo de parceria com a Bullguer, já que a empresa não trabalha com o modelo de franquia. Elas também são responsáveis por desenvolver fornecedores locais para a homologação da matriz. Sem revelar o investimento, a dupla prevê o retorno para um período entre 18 e 24 meses.

Desde a inauguração, a loja alcançou crescimento médio mensal de mais de 10% nas vendas. Em março, por causa do Carnaval, o crescimento foi de 25% na comparação com o mês anterior. A expectativa das empresárias é de que o crescimento de vendas se mantenha na casa dos 10% ao mês ao longo do semestre. A loja vende, em média, 200 sanduíches por dia, utilizando um total de 20 quilos de carne moída fresca todos os dias.

“A ideia de inaugurar a primeira unidade na região central foi justamente para que pessoas de várias regiões conhecessem a proposta e o conceito da Bullguer, para posteriormente abrimos outras unidades”, explica Clara Luciano.

Na contramão das hamburguerias gourmet, que sofisticaram um dos sanduíches mais populares do mundo, a Bullguer apostou no estilo “smash burger”, uma tradição norte-americana presente em grandes franquias como o Smashburger, de Denver, e o gigante Shake Shack, original de Nova Iorque. Os hambúrgueres de 100g de carne 100% Black Angus vão para a chapa moldados como uma bola e são esmagadas com uma espátula, caramelizando melhor a superfície em contato com a chapa quente.

“Nos preocupamos em oferecer um produto de muita qualidade e que as pessoas pudessem pagar. Estamos no Centro da cidade, as pessoas estão aqui trabalhando, sempre apressadas. Queremos ser, inclusive, uma opção para o almoço delas. Temos combos ou elas podem fazer combinações que são saborosas, têm um bom preço e que podem ser, inclusive, saudáveis”, pontua a empresária.

A casa não vive só de hambúrgueres. É possível encontrar outros tipos de sanduíches, como hot dog e bulldog; acompanhamentos e diferentes bebidas, como refrigerantes, cervejas especiais, chá, chope, água, milkshakes e receitas próprias, como o Berrie Lemonade, feita na casa com amora e suco de limões taiti e siciliano. O espaço comporta até 70 pessoas, incluindo a área externa coberta, virada para a rua.

“Como uma casa que trabalha sanduíches, temos um atendimento ágil, mas não queremos que as pessoas comam correndo. Queremos que elas se sentem com calma e conforto, que possam conversar, que tragam amigos e família”, completa a empreendedora.