REUTERS/Ricardo Moraes

Aguinaldo Diniz Filho*

Na última segunda-feira, 22 de abril, a ACMinas, reuniu, em sua sede, em Belo Horizonte, empresários mineiros de diversos setores para debater sobre a reforma da Previdência.

Nesse encontro, o presidente da entidade, Aguinaldo Diniz Filho, chamou atenção para a necessidade de união do empresariado visando a apoiar mudanças previstas na Proposta de Emenda Constitucional (PEC), com vistas à segurança jurídica, retomada de investimentos e geração de empregos no País. A seguir, a íntegra da carta enviada a 11 entidades sediadas na Capital.

“Em reunião plenária da ACMinas realizada em 22 de abril, quando tivemos a grande satisfação de receber o ex-ministro da Previdência e Assistência Social Roberto Brant (assim como o vice-governador Paulo Brant), que fez uma apurada análise sobre as propostas contidas no Projeto de Emenda Constitucional que propõe mudanças profundas no nosso sistema de Previdência Social.

De sua análise, efetivamente concluímos que as mudanças, se descaracterizadas em sua essência durante a tramitação no Congresso Nacional, não terão a eficácia esperada na reversão do absurdo déficit que hoje se verifica no nosso Sistema Previdenciário. Este, sem a reforma, estará fadado à absoluta inviabilização.

É diante deste processo e dos riscos que o ameaçam que constato a conveniência, e mesmo a necessidade de que nossas entidades se mobilizem para, em conjunto, atuarmos em favor das mudanças. Proponho que o façamos em reunião pública, com participação de toda a comunidade empresarial interessada nesta grave questão, e que explicitemos nossas posições à Bancada Mineira na Câmara Federal.

Acredito que, atuando conjuntamente, teremos maior força e representatividade para pressionar nossos Deputados a atuarem em favor da aprovação, em sua essência, desta grande reforma de que o Brasil não pode prescindir.

Com a aquiescência de Vossa Senhoria, sugerimos uma reunião das Entidades no dia 29 de abril próximo, ás 15 horas, na Associação Comercial e Empresarial de Minas.

Certo de contar com a sua aquiescência, envio-lhe minhas cordiais saudações.”

*Presidente da ACMinas