Edital de licitação prevê a alienação de um total de 46 imóveis da estatal mineira - CREDITO: CHARLES SILVA DUARTE

A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) vai leiloar 46 imóveis, localizados nas áreas urbanas e rurais de municípios de Minas, a maioria, e alguns em Goiás. A estatal projeta captar R$ 37,3 milhões com a operação e os recursos serão direcionados para a aquisição de bens ligados aos serviços de energia elétrica.

Em nota, a Cemig afirmou que, “caso algum imóvel não seja leiloado, ele permanece como ativo na empresa, sendo que posteriormente poderá compor um novo lote em um outro leilão”. “O recurso advindo da alienação desses imóveis e de outros inservíveis será utilizado para aquisição de novos bens vinculados aos serviços de energia elétrica, a fim de preservar os interesses da concessão, bem como o patrimônio público, conforme determina a Resolução Normativa da Aneel nº 691/2015”, completou a companhia no texto.

O edital de licitação prevê a alienação de um total de 46 imóveis, por meio de pregão eletrônico, e pode ser consultado no Portal de Compras, no site da Cemig. A sessão pública será realizada em 23 de janeiro, às 10 horas. Os interessados têm até as 9h30 do mesmo dia para enviar suas propostas. Podem participar do pregão pessoas físicas e jurídicas.

De acordo com a Cemig, em Minas, os imóveis estão localizados em diferentes regiões, incluindo um terreno na região central de Belo Horizonte, ao lado do Hospital Socor, no Barro Preto. Na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), serão ofertados imóveis também em Betim e Santa Luzia.

Na região Leste do Estado, os imóveis estão localizados em Governador Valadares e Itabira. Na região Sul estão situados 13 imóveis para alienação, distribuídos nos municípios de Itajubá, Itutinga, Pouso Alegre, Machado, Santa Rita do Sapucaí, Nepomuceno, São Lourenço e São Gonçalo do Sapucaí. Na região Oeste, são três imóveis à venda: em Carmo do Cajuru, Pará de Minas e Passos.

No Norte de Minas, a Cemig também alienará imóveis localizados nos municípios de Botumirim, Cristália, Francisco Dumont e Montes Claros. Ao todo, são 13 imóveis nessas cidades. No Triângulo Mineiro, cinco imóveis, situados nas cidades de Centralina, Conceição das Alagoas, Uberaba e Uberlândia, serão leiloados. Na Zona da Mata, os municípios com imóveis à venda são Piau e Bicas.

Light – O leilão desses imóveis faz parte do plano de desinvestimentos da Cemig, em uma tentativa de reduzir sua dívida, em torno de R$ 13 bilhões.

A estatal segue avaliando ativos para negociar e a venda da Light, sua controlada, que possui ativos de geração e é responsável pela distribuição de eletricidade na região metropolitana do Rio de Janeiro, vem sendo perseguida como uma das prioridades desse planejamento. A empresa fluminense já recebeu propostas não vinculantes, mas nenhuma se concretizou.

Além disso, o governador Romeu Zema já deu declarações afirmando que enviará à Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) um pacote de projetos de lei, entre eles o que prevê a privatização da Cemig.