Guangzhou e Pequim – As importações de soja pela China em 2018/19 devem cair para 91 milhões de toneladas, ante 94 milhões de toneladas na temporada anterior, em meio a uma disputa comercial com os EUA, afirmou um analista da Informa Economics na quarta-feira (14).

A China, que compra 60% da soja comercializada no mundo, está envolvida em uma amarga guerra comercial com os Estados Unidos. O país restringiu as compras de grãos dos EUA.

Pequim impôs uma tarifa de 25% em uma lista de produtos dos EUA, incluindo soja, em 6 de julho, em resposta a medidas semelhantes aplicadas pelos norte-americanos sobre produtos chineses.

Neste contexto, a previsão é de que a produção e as exportações brasileiras de soja aumentem, disse Peter Rohde, vice-presidente da Informa Economics, em uma conferência do setor em Guangzhou.

Ele projetou as exportações brasileiras de soja em um recorde de 80 milhões de toneladas em 2019/20, em comparação com 79,3 milhões de toneladas no ano anterior. (Reuters)