Foto: Divulgação

Com a participação de mais de 70 empreendedores, foram bem- sucedidas as duas oficinas destinadas a formar uma cadeia de fornecedores para o Complexo Mineroindustrial de Serra do Salitre. Realizados no dia 9 deste mês, nesse município da região do Alto Paranaíba, os eventos deram início ao Programa de Desenvolvimento Local que a Yara/Galvani Fertilizantes, que está à frente do empreendimento, promove em parceria com a Federaminas.

Presente na ocasião, o vice-presidente da Federaminas Emílio Neumann, que preside a Associação Comercial de Araxá, disse que as oficinas reforçam o objetivo da entidade estadual ao construir pontes entre os empreendedores locais e grandes empresas. “É importante que os filiados às associações comerciais entendam e aprendam a fazer negócios com a Galvani, mudando processos e se profissionalizando. E é fundamental também que a Galvani busque gerar negócios localmente, entendendo as peculiaridades regionais”, avaliou.

Para a coordenadora de Sustentabilidade e Comunicação Corporativa da empresa, Mônica Bacchiega, o início vitorioso desse programa de longo prazo da Yara/Galvani, que busca impulsionar o desenvolvimento regional, deve-se ao trabalho em equipe desempenhado em conjunto com a Federaminas, nos últimos meses, objetivando criar uma cadeia de fornecedores para o empreendimento.

Bacchiega sustentou que “sozinhos não há a possibilidade de realizar grandes conquistas. Por isso, agradecemos a Federaminas por nos ver como parceiro nesse desafio de compartilhar conhecimento e de dinamizar ainda mais a economia local.  Temos a certeza de que esse e outros programas irão gerar negócios, incentivando o desenvolvimento e contribuindo para que as comunidades sejam ainda mais prósperas”.

Cadeias produtivas – A parceria foi acertada em maio deste ano entre a Galvani Fertilizantes e a Federaminas e anunciada durante reunião da Regional Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, na sede da Associação Comercial de Patrocínio. O objetivo é desenvolver e fortalecer as cadeias produtivas locais, ampliando a rede de negócios, gerando renda e incentivando a mão de obra regional.

O programa da Galvani tem como finalidade incentivar a participação de empresas sediadas no entorno da unidade de Serra do Salitre na sua base de suprimentos, significando mais negócios para a região e, consequentemente, para Minas Gerais. “O fomento ao negócio com sustentabilidade é algo que trabalhamos constantemente na entidade”, salientou então o presidente da Federaminas, Emílio Parolini.

Um dos maiores investimentos privados em andamento no Brasil, o Complexo Mineroindustrial de Serra do Salitre permitirá à Galvani dobrar sua capacidade de produção de fertilizantes fosfatados, possibilitando ao País substituir a importação de 400 mil toneladas por ano de fosfatados, o que concorrerá para reduzir, assim, a dependência de compras do produto no exterior e o déficit na balança comercial. Além disso, vai gerar emprego e renda para a indústria nacional e apoiar a produção brasileira de alimentos. As atividades das plantas química e de produção de fertilizantes devem estar em funcionamento em 2019.