Influência digital

Tradição em São Paulo, o Influuteco, encontro que reúne influenciadores digitais com um clima de boteco, tem rodado o País. Em sua 18ª edição, o evento chega a Belo Horizonte e será realizado amanhã, às 18h30, no SebraeLab (avenida. Barão Homem de Melo, 329, Nova Granada), com a participação do ex-BBB Vinicius Póvoa. Pela primeira vez na cidade, o evento organizado pela Influu, ecossistema de influenciadores digitais, também contará com a presença da influencer Mayara Guimarães, que tem mais de 85 mil seguidores no Instagram. O marketing de influência tem ganhado cada vez mais relevância na estratégia das empresas. Os ingressos custam R$ 20 e podem ser adquiridos pelo Sympla.

Fachada Digital

Neste mês, o Seminário de Artes Digitais toma conta do Espaço do Conhecimento UFMG e de outros centros culturais do Circuito Liberdade. O evento, que faz discussões sobre arte, ciência e tecnologia, chega à sua quinta edição com uma reflexão ainda mais profunda: a da memória. Para marcar a ocasião, a Fachada Digital do museu exibe, até 10 de maio, três trabalhos artísticos ligados ao seminário.

Ao longo desse período, quem passear pela Praça da Liberdade poderá conferir obras de videoarte e exposição de ilustrações na fachada do museu. Das 19h às 22h, as produções Por onde escoa o azul (2018), do Coletivo Paisagens Móveis, Treinamento para seguir em frente e Treinamento para seguir em linha reta (2018), de Patrícia Teles, e Filtro de Luz Azul (2019), de Alexandre Junior, serão projetadas no prédio.

Hábito de leitura

Ontem foi comemorado o “Dia Mundial do Livro”. Para os escritores e pessoas envolvidas no ambiente da literatura, no entanto, é preciso trabalhar junto à população o hábito diário de ler. De acordo com matéria recente da BBC, em depoimento, o ex-presidente americano, Barack Obama, diz que a leitura o ensinou a ser quem ele é e no que acredita. Mais do que uma simples distração, o livro é um objeto enriquecedor, capaz de formar opiniões e abrir horizontes. A escritora mineira Silvânia Dias acredita que o hábito de leitura começa quando encaramos o livro como um “querer” e não como uma “obrigação”.

Ocupação de ruas

Com a proposta de incentivar a população a ocupar as ruas da cidade, compartilhando cultura e conhecimento científico, o MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal promove, no próximo sábado, o evento “Se essa rua fosse nossa”. As atividades serão totalmente gratuitas e realizadas das 10h às 17h30 nas dependências do museu, na Alameda da Educação e na Praça Carlos Drummond de Andrade.

A partir das 10h30, o museu abre espaço para um bate-papo sobre mobilidade e tecnologia, seguido por uma “bicicletada elétrica”. A proposta é promover uma reflexão sobre como a tecnologia pode contribuir para a mobilidade urbana.