Aliss032:Contrução civil10 28/02/13 CREDITO:ALISSON J. SILVA

O Índice Nacional da Construção Civil (INCC/Sinapi), divulgado na sexta-feira (8) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), iniciou 2019 com crescimento tanto em Minas Gerais quanto no Brasil. No Estado, o custo médio da construção apresentou variação de 2,54% em janeiro, enquanto no País a elevação foi de apenas 0,42%.

Para Minas, essa é a maior variação desde março de 2017, quando o custo avançou 3,09%. No Brasil, a maior alta havia sido em outubro do ano passado, de 0,43%. Já quando comparados os resultados com dezembro de 2018, foi registrado aumento de 2,34 pontos percentuais em Minas e de 0,2 ponto percentual no Brasil.

De acordo com a pesquisa, o custo por metro quadrado atingiu R$ 1.068,16 em Minas, sendo R$ 554,88 referentes aos materiais e R$ 513,28 à mão de obra. No Brasil, o custo da construção por metro quadrado foi de R$ 1.118,60, sendo R$ 580,41 relativos aos materiais e R$ 538,19 à mão de obra.
Assim, o Estado apresentou a maior variação entre as unidades federativas.

A seguir, veio Piauí, com 1,03%, também sob influência de reajuste celebrado em convenção coletiva. Conforme o coordenador da pesquisa em Minas, Venâncio da Mata, isso ocorreu, principalmente, pelo reajuste salarial do acordo coletivo assinado no fim do ano passado.
“Tradicionalmente, Minas acompanha mais ou menos a média nacional. Em função do acordo coletivo, porém, o custo com a mão de obra pesou e elevou a variação mineira no primeiro mês de 2019”, explicou.

Doze meses – Quando considerados os últimos 12 meses, Minas também mantém a liderança, com aumento de 6,72% contra uma média de 4,56% no País. Atrás do Estado, aparecem o Pará (6,42%), Roraima (5,65%) e Rio Grande do Sul (5,3%).