O Vale do Silício é considerado o berço da tecnologia mundial e é nessa região, localizada na Califórnia (EUA), que nascem muitas empresas inovadoras e disruptivas. Uma delas é a Grabr – startup de compartilhamento de bagagem que conecta compradores a viajantes.

Criada em 2015 pelos russos Daria Rebenok e Artem Fedyaev, a plataforma já está presente em mais de 120 países e possui mais de 700 mil usuários no mundo, sendo que 230 mil deles estão no Brasil. O app acaba de chegar a marca de 1 milhão de pedidos pelo mundo.

Com o propósito de eliminar fronteiras, a startup tem como objetivo democratizar o acesso a produtos do exterior e promover cada vez mais viagens internacionais. “Com a tecnologia da plataforma, conseguimos com que as pessoas tenham acesso aos seus produtos favoritos de qualquer parte do mundo e que viajantes visitem cada vez mais lugares, com parte dos custos financiados pelas recompensas de entrega”, explica a gerente de Marketing da Grabr, Michele Chahin.

Como funciona para o comprador – Para gerar um pedido na plataforma é necessário inserir alguns dados do produto como a descrição do item, além do link de onde ele pode ser encontrado no país do exterior. Após cadastrar o produto, os viajantes fazem uma oferta de recompensa para trazê-lo até o usuário. “O valor dessa comissão só é liberado para o viajante após a entrega ser efetuada, garantindo a segurança do acordo”, ressalta Michele Chahin. Em caso de qualquer problema com o pedido, a startup reembolsa os valores pagos pelo comprador, garantindo a segurança das transações.

Como funciona para o viajante – A plataforma permite que viajantes monetizem suas viagens por meio de recompensas, ou seja, ao trazer produtos dentro do espaço livre de suas bagagens, o usuário recebe uma bonificação. Funciona assim: após aceitar a oferta do comprador, o viajante compra o produto no exterior – geralmente por meio de cartão de crédito – e depois realiza a entrega do pedido. Após essa transação, a Grabr reembolsa o valor do produto e libera a recompensa.

“O Brasil é um dos destinos que mais recompensam os viajantes, com uma média de ganhos em torno de US$ 500 por viagem. E, como incentivo, a cada 10 itens transportados em uma única viagem, a Grabr ainda oferece um prêmio de US$ 100”, finaliza a gerente.