Saber falar inglês fluentemente é uma exigência cada vez maior no mundo dos negócios. Pesquisa realizada pela Page Personnel, empresa de recrutamento mundial, aponta que a fluência no inglês daqui há 10 anos, deixará de ser um diferencial para se tornar um dos requisitos básicos para a colocação no mercado de trabalho.

E, no Brasil, apenas 5% da população fala uma segunda língua e menos de 3% têm fluência em inglês. Em uma pesquisa divulgada pela Education First, relata que de 100 diretores de recursos humanos entrevistados, 80 acreditam que o inglês fluente é fundamental para conseguir promoções e cargos de alto rendimento em empresas brasileiras.

De acordo com Steven Mahoney, diretor-presidente da English Language Solutions (ELS), em Belo Horizonte aprender inglês é um processo contínuo. Quanto mais a pessoa souber, mais ela será capaz de se comunicar de forma eficaz e alcançar seus objetivos pessoais e profissionais. “Nossas aulas na ELS são altamente personalizadas para que os alunos se sintam confortáveis, desafiados e, não, sobrecarregados”, ressalta.

Segundo a empresária Jussara Naves, diretora-executiva da empresa Naves Coelho Comunicação & Marketing, a exigência não abrange somente quem procura uma vaga no mercado de trabalho. “Observo que, cada vez mais, temos que aprender novas línguas, principalmente o inglês. Preciso da língua para participar de reuniões com clientes estrangeiros por videoconferência e, até mesmo, acompanhá-los em algum evento fora do País”, explica.

“Tenho absoluta convicção que a ELS irá me ajudar a alcançar meus objetivos pessoais e profissionais, em virtude do suporte técnico e inclusive psicológico que têm me dado”, comenta, Alexandre Figueiredo, 47 anos, advogado.

Quaisquer que sejam as metas, saber falar, ouvir e escrever bem o inglês tem diversos objetivos, dentre eles ser capaz de viajar para outros países, interagir com pessoas de outras nacionalidades, assistir filmes ou programas estrangeiros e até mesmo trabalhar ou estudar no exterior.

“Quanto mais você souber, mais você será capaz de se comunicar de forma eficaz e alcançar seus objetivos pessoais e profissionais. Sempre há mais para aprender, mesmo para falantes nativos”, finaliza Steven Mahoney.