Com a missão de revolucionar a experiência que a família tem no relacionamento com a escola, a startup mineira Escola em Movimento aposta no lançamento de produtos para garantir a expansão da empresa. Depois de um 2018 de bons resultados e o dobro de clientes no País, a startup que já era conhecida por sua solução de agenda digital, lança, agora, a ferramenta Meio de Pagamentos, que vai facilitar o pagamento de pequenas taxas nas escolas.

O diretor da Escola em Movimento, Leonardo Silva, explica que a funcionalidade vai completar a solução da agenda digital, que é o principal produto da startup. “Nós já entregávamos um aplicativo na palma da mão dos pais, que permite a comunicação eficiente entre eles e a escola. Agora, incluímos o Meio de Pagamento para que a família pague pequenas taxas, como excursões e eventos. Na maioria das escolas esse pagamento ainda é feito da forma tradicional: os pais entregam o dinheiro aos filhos, que fazem o pagamento na secretaria”, explica.

Leia também:

Capital celebra Dia Internacional do Arduino com vasta programação

executivo destaca que a nova funcionalidade também é uma aposta estratégica para o negócio: a expectativa é de que essa e outras soluções atraiam a atenção de ainda mais escolas. A solução de pagamento está em fase piloto em algumas escolas no País e já está disponível no mercado. “Foram de seis a oito meses de desenvolvimento. Para essa nova funcionalidade contratamos um time, ampliando nossa equipe para 50 pessoas”, afirma.

Silva destaca que, além do Meio de Pagamento, a startup também trabalha no aperfeiçoamento da solução Estou Chegando. Com ela, o responsável pelo aluno comunica que está próximo à escola para buscá-lo, o que facilita a logística com a saída das crianças e evita engarrafamento no trânsito nas portas das escolas.

O empresário afirma que o ano de 2019 será para a consolidação da liderança que a Escola em Movimento conquistou no mercado nos últimos anos. No ano passado, a startup recebeu um investimento de R$ 2 milhões da gestora de fundos e recursos Cedro Capital. Com o aporte, a empresa adquiriu a Pertoo, empresa que era a sua principal concorrente e que também era sediada em Belo Horizonte. “Com a aquisição reforçamos nossa carteira de clientes e herdamos redes importantes, como a Maple Bear. Fechamos 2018 com o dobro de clientes e com um milhão de usuários da nossa tecnologia”, destaca.