As indústrias madrinhas do Fiemg Lab 4.0 são indústrias com alto potencial de mercado - Divulgação

As inscrições para a segunda rodada do programa de aceleração e inovação aberta com startups da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais – o Fiemg Lab 4.0 – estão abertas até o dia 15 de março para empresas de base tecnológica de qualquer canto do Brasil e do mundo.

Nessa nova jornada, grandes indústrias estabeleceram o programa como uma de suas plataformas oficiais de inovação aberta com startups e irão patrocinar e participar ativamente do programa com a disponibilização de know-how, informações estratégicas, estrutura para testes industriais e recursos financeiros. As chamadas indústrias madrinhas são a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), Gerdau e a RHI Magnesita.

Além de se relacionar com as indústrias madrinhas, as startups que ingressarem no programa terão acesso a 15.000 indústrias que compõe a rede da Federação, já que o programa tem como premissa ser hub de inovação aberto para todas as indústrias.

Na medida em que avançarem pelas fases do programa, as startups selecionadas também acessarão recursos de bolsas para empreendedores e de desenvolvimento tecnológico de suas soluções. O valor total acessível ultrapassa os R$ 105 mil para os que chegarem até a fase final.

Além disso, as indústrias madrinhas aportaram R$ 240 mil em fundo administrado pelo programa para realização de provas de conceito (POCs) remuneradas com o intuito de testar as tecnologias das startups em suas instalações e, posteriormente, efetivar uma possível contratação.

Ao todo, o Fiemg Lab 4.0 reuniu mais de R$ 2 milhões para investir no desenvolvimento e aplicação das tecnologias das startups em sua rede de indústrias sem exigência de participação de capital (equity free), um modelo de grande atratividade para empreendedores.

Como funcionará o programa – A jornada de aceleração iniciará com 50 startups e terá duração de 12 meses, divididas em três fases: análise, desenvolvimento e implantação. A metodologia será flexível e focará na evolução dos aspectos tecnológicos e de negócios de acordo com o estágio de desenvolvimento das startups.

Para ser selecionada, a startup precisa ter um modelo de negócios B2B (business to business) com solução focada na indústria, seja na área de produção ou na área corporativa. Além dos recursos financeiros e da aceleração, o programa oferece acesso seu espaço de coworking e a ambiente de prototipagem digital – localizados em Belo Horizonte, conexões de mercado e mentorias com profissionais experientes da indústria. A rotina do Fiemg Lab 4.0 permitirá que startups de outras cidades/estados/países também participem e se beneficiem do programa.

Indústrias madrinhas e parceiros – As indústrias madrinhas do Fiemg Lab 4.0 são indústrias com alto potencial de mercado. A Cemig um dos mais sólidos e importantes grupos do segmento de energia elétrica do Brasil; a Gerdau é uma das principais fornecedoras de aços longos nas Américas e de aços especiais no mundo; e a RHI Magnesita é a líder global da indústria de refratários.

Também são apoiadores do programa o governo do Estado de Minas Gerais, por meio de sua Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig) e o Sebrae/MG.