O grupo Petrópolis, dono da marca de cervejas Itaipava e Crystal, escolheu o município de Araucária, na região metropolitana de Curitiba, para instalar sua primeira maltaria no País. Foto: Adi Leite/Divulgação

O Grupo Petrópolis, uma das empresas de cerveja mais valiosas do Brasil, dona das marcas de Itaipava, Crystal, Lokal Bier, Black Princess, Petra e Weltenburger Kloster, entre outras, vai investir R$ 800 milhões em Uberaba, no Triângulo Mineiro. Trata-se do maior investimento recebido pela cidade nos últimos 40 anos, desde a instalação da Fosfértil, no setor de fertilizantes.

De acordo com protocolo de intenções assinado com o município, a empresa iniciará as obras para instalação em um terreno de 1 milhão de metros quadrados imediatamente. A previsão é que a fábrica entre em operação em abril do ano que vem.

“Foram cerca de 60 dias de negociações. O grupo buscava uma cidade em Minas Gerais que tivesse água em abundância e logística adequada.

Uberaba atendeu esses requisitos, permitindo a utilização do aquífero Guarani e oferecendo uma localização ideal de conexão com mercados estratégicos, como São Paulo e Goiás”, explicou o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, José Renato Gomes.

O prefeito de Uberaba, Paulo Piau, por sua vez, destacou o apoio do governo do Estado. Segundo ele, é notório o interesse da atual gestão em solucionar os problemas de Minas Gerais, por meio do desenvolvimento econômico.
“É importante que se tenha o setor produtivo como eixo da gestão, de maneira a proporcionar a recuperação das demais áreas. E é isso que a equipe do governador Romeu Zema está fazendo”, destacou.

Até o fechamento desta edição, a reportagem não conseguiu falar com a empresa para detalhar o investimento. Mas, de acordo com Piau, a unidade mineira fabricará cervejas. “Os investimentos em fábricas de adubos e fertilizantes são importantes, mas estes produtos não vão para prateleiras de supermercados”, disse em tom de brincadeira, enaltecendo a visibilidade que a chegada do grupo dará à cidade.

Impactos – Em relação aos impactos econômicos local, o prefeito destacou que serão muitos, a começar pela geração de empregos no período de obras. Ao todo serão 1.400 operários trabalhando na construção da unidade. Além disso, a empreiteira que fará os trabalhos já foi contratada e também é de Minas Gerais.

“Sem contar os impostos que serão gerados a partir não somente da própria empresa, mas de toda a cadeia produtiva”, completou.

Fundado na cidade de Petrópolis, região serrana do Rio de Janeiro, o Grupo Petrópolis é a maior empresa com capital 100% nacional do setor. Produz cervejas, bebidas alcoólicas e não alcoólicas. Atualmente, o grupo está presente em quase todo o território nacional, por meio de sete fábricas assim localizadas: Petrópolis (RJ), Teresópolis (RJ), Boituva (SP), Bragança Paulista (SP), Rondonópolis (MT), Alagoinhas (BA) e Itapissuma (PE) e centros de distribuição.

Produz as marcas de cerveja Crystal, Lokal, Itaipava, Black Princess, Petra e Weltenburger, os energéticos TNT Energy Drink e Magneto, o isotônico Ironage, as vodkas Blue Spirit Ice e Nordka e a água Petra e responsável pela geração de mais de 26 mil empregos diretos.