Foto: Pxhere

O laboratório mineiro Hermes Pardini fará a sua segunda emissão de debêntures para levantar R$ 210 milhões. Os recursos obtidos com a operação serão direcionados para promover o reperfilamento das dívidas da companhia, incluindo a liquidação integral dos papéis da primeira emissão de debêntures da empresa, realizada no primeiro trimestre de 2017.

A empresa não comentou o assunto, mas, em fato relevante enviado ao mercado, via Bolsa de Valores de São Paulo (B3), a rede mineira de laboratórios informou que a emissão de debêntures, a segunda da história da companhia, já foi aprovada pelo Conselho de Administração, em reunião realizada na última segunda-feira.

O Hermes Pardini detalhou no documento que a operação será uma emissão de debêntures simples, não conversíveis em ações e em série única. Ao todo serão emitidas 210 mil debêntures, com valor unitário de R$ 1, totalizando R$ 210 milhões. Os papéis terão prazo de vencimento de cinco anos, a partir da data da emissão.

De acordo com a empresa, a totalidade dos recursos captados por meio da emissão será utilizada para atender aos negócios de gestão, como o reperfilamento de dívidas, incluindo a liquidação integral dos papéis da primeira emissão de debêntures da companhia, realizada em março de 2017 e que também levantou R$ 210 milhões.

Conforme divulgado recentemente, o laboratório mineiro está apostando nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro para crescer em número de lojas. Em Minas e em Goiás, onde a empresa já é líder do segmento, a estratégia é aumentar o volume de serviços prestados por unidade.

Além disso, a companhia segue tocando o Projeto Enterprise, lançado em março deste ano e que, basicamente, prevê a modernização e ampliação da capacidade da planta de análises e exames de Vespasiano, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). O projeto dobrará, em cinco anos, a capacidade potencial de realização de exames para mais de 160 milhões de exames por ano na unidade.

Balanço – No acumulado até setembro deste ano, o Hermes Pardini apurou lucro líquido de R$ 96,9 milhões com queda de 3,3% em relação ao resultado de igual período de 2017 (R$ 100,3 milhões). Por outro lado, o volume de exames realizados pela empresa até setembro de 2018 aumentou 10,6%.

Até setembro, a receita líquida dos serviços prestados pelo Hermes Pardini somou R$ 909,2 milhões contra R$ 844,4 milhões em igual período de 2017, alta de 7,7%. A área de lab-to-lab (plataforma de exames) respondeu por 53,1% do faturamento da empresa e o segmento de PSC (outros produtos e serviços) por 47,7%.