Levantamento da Boa Vista aponta que recuperação de crédito caiu 2,5% em setembro - CREDITO:ALISSON J. SILVA

A inadimplência dos consumidores de Belo Horizonte apresentou alta de 0,5% em setembro no comparativo com agosto, segundo levantamento divulgado ontem pela Boa Vista Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC). Em Minas, o índice subiu 0,4% nessa mesma base comparativa. Economista da Boa Vista SCPC, Vitor França analisa que a pequena variação positiva de um mês para o outro não é indicativo de tendência de piora do cenário. “A inadimplência, de maneira geral, vem caindo desde 2016 e chegou agora aos patamares mais baixos em relação a padrões históricos. Antes disso, teve um pico devido à desaceleração do mercado de trabalho”, disse.

No acumulado do ano até setembro, a inadimplência dos consumidores de Belo Horizonte registrou queda de 2,2%. Já na relação setembro 2018/setembro de 2017, houve retração de 2,6%. Em Minas, no acumulado do ano, a redução foi de 1,5%. Já na comparação de setembro com igual mês do ano passado, a retração foi de 1,8%.

Segundo França, os indicadores apontam um cenário favorável para o Natal. “Tudo indica que chegaremos ao período de Natal com inadimplência controlada e com melhora no mercado de trabalho. Com a definição do cenário eleitoral, os consumidores ficam menos receosos. Há uma perspectiva positiva para o mercado de crédito: bancos dispostos a ofertar empréstimos e consumidor mais disposto a contrair empréstimos. Então, é um cenário positivo para um Natal de retomada de vendas”, explica.

No Sudeste, houve queda de 0,1% na inadimplência em setembro na comparação com agosto. No acumulado do ano houve retração de 0,5%. Já no comparativo setembro 2018/setembro 2017, a queda foi de 2,7%.

No Brasil, a queda da inadimplência também foi de 0,1% na passagem de agosto para setembro. Já no acumulado do ano houve retração de 0,8%. No comparativo setembro 2018/setembro 2017, o recuo foi de 2,9%.

O indicador de registro de inadimplência é elaborado a partir da quantidade de novos registros de dívidas vencidas e não pagas.

Recuperação de crédito – O levantamento também mediu a recuperação de crédito, indicador elaborado a partir das exclusões de registros informadas à Boa Vista SCPC. Em Belo Horizonte, houve retração de 2,5% em setembro na comparação com agosto. No acumulado do ano, a retração foi de 7,2%. Já na relação setembro 2018/setembro 2017 houve avanço de 1,7%.

Em Minas, a recuperação de crédito caiu 3% na passagem de agosto para setembro. No acumulado do ano houve queda de 7,9%. Já na comparação de setembro deste ano com igual mês de 2017, houve alta de 0,5%.

No Sudeste, foi registrada queda de 0,2% na recuperação de crédito no comparativo mensal de setembro com agosto. No acumulado do ano houve recuo de 0,7%, enquanto na relação setembro 2018/setembro 2017 foi registrada alta de 3%.

De acordo com o levantamento, no País, a recuperação de crédito subiu 0,1% em setembro no comparativo com agosto. Já no acumulado do ano houve queda de 0,3%. No comparativo de setembro deste ano com igual mês do ano passado houve alta de 1,6%.