Créditos: Divulgação

O Instituto Inhotim inaugura sua programação cultural de 2019 com programa de gratuidade para moradores de Brumadinho, show do músico pernambucano Lenine e uma mensagem especial a todos: a presença de cada um é a melhor forma de ajudar a cidade a se reerguer após a tragédia com o rompimento da barragem da Mina do Feijão.

O Inhotim quer mostrar que, mais do que compreender a importância da arte, da educação e do meio ambiente, estar presente no instituto e em Brumadinho agora é um ato de solidariedade, consciência, cooperação e afeto. Significa a consciência de que o turismo é essencial para a reestruturação de Brumadinho, ajudando a produzir novas memórias na região.

Como parte da agenda especial de programação, o instituto vai fortalecer o Nosso Inhotim, cadastrando moradores de Brumadinho para terem acesso gratuito ao Museu e 50% de desconto nos eventos realizados pelo instituto. Uma vez por mês, equipes do Inhotim irão promover o registro presencial dos moradores.

Em abril, a ação acontece neste sábado (13), das 10h às 14h, na Rodoviária de Brumadinho. O programa Nosso Inhotim é mais um estímulo para que a comunidade frequente o Inhotim e também se aproprie do lugar.

Outro grande passo para a ressignificação da cidade é o show da turnê “Lenine em Trânsito”. O espetáculo é a primeira das sete apresentações musicais realizadas pelo Instituto em parceria com o Itaú Cultural e apoiadas pelo Itaú, que fez um aporte extra de R$ 1,5 milhão no patrocínio anual do Inhotim, com o objetivo de estimular a revitalização de Brumadinho.

O show acontece no dia 27 de abril (sábado), às 15h, próximo ao Magic Square, trazendo os grandes sucessos dos mais de 30 anos de carreira do artista, além de canções inéditas.

Os ingressos são limitados, podem ser comprados pelo link de vendas a R$ 44 (inteira) e dão direito à visitação ao instituto. No dia, o público pode aproveitar para conhecer galerias, obras de arte ao ar livre e jardins que fazem do Inhotim um dos principais destinos turísticos e culturais do Brasil.

“Este show representa a volta por cima da comunidade, que foi atingida de forma tão dolorosa pela tragédia. Vamos contemplar o fato de que Inhotim não foi afetado e segue sua história, assim como a cidade. Vamos levantar esta bandeira juntos, de mãos dadas”, destaca Lenine.

Também está confirmado o concerto da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais no dia 12 de maio, às 11h, em homenagem às mães de Brumadinho. A atração ocorre perto do Magic Square, sob a regência do maestro associado Marcos Arakaki, e é gratuita para os visitantes do Inhotim. Nesse mesmo dia, à tarde, também haverá apresentação de artistas locais.

Museu de arte contemporânea e jardim botânico, o Instituto Inhotim apresenta ao público uma coleção artística de relevância internacional, exibindo de forma permanente obras de renomados artistas brasileiros e estrangeiros.

Ao integrar arte, botânica, paisagismo, arquitetura e educação, o Inhotim proporciona uma experiência singular ao visitante, diferente de outras instituições museológicas convencionais. Desde a sua abertura ao público, em 2006, o Instituto tornou-se um dos principais destinos turísticos e culturais de Minas Gerais e do Brasil. Três milhões de visitantes, sendo 400 mil de outros países, já passaram pelo Inhotim.

Nos 140 hectares, o visitante encontra 23 grandes galerias – 19 permanentes e quatro temporárias – e outras 23 obras de grande escala distribuídas em uma bela paisagem.

No campo botânico, o público tem a oportunidade conhecer espécies de todos os continentes, que integram uma coleção de cerca de 4,5 mil plantas – algumas delas raras e ameaçadas de extinção. Os acervos artístico e botânico são amplamente utilizados em projetos socioeducativos e ambientais do Inhotim que visam à promoção do desenvolvimento humano e à conservação da biodiversidade.