A multinacional italiana Nice, que está em Santa Rita do Sapucaí desde 2015, produz 5 milhões de placas eletrônicas ao ano e tem 100 funcionários - Foto: Divulgação

O município de Santa Rita do Sapucaí, no Sul de Minas Gerais, está no foco da multinacional italiana Nice, que acaba de investir R$ 20 milhões na expansão de sua fábrica instalada na cidade. Com 6,2 mil metros quadrados, a planta produz componentes eletrônicos para o segmento de automação residencial. A obra de expansão inclui mudança no layout fabril, compra de novos equipamentos, construção de uma nova área administrativa e de uma divisão destinada a clientes com auditório, centro de treinamento e showroom. O gerente industrial da Nice, Jorge Pruano, afirma que a planta será a principal fornecedora da Nice para toda a América.

A Nice está em Santa Rita do Sapucaí desde 2015, quando comprou a Genno, indústria que era especializada em produção de alarmes e cercas elétricas. De lá para cá a multinacional italiana aumentou sua produção na planta, que incorporou diversos outros componentes eletrônicos como sensores, controles remotos e centrais de acionamento de portões. Atualmente, a fábrica produz 5 milhões de placas eletrônicas ao ano e tem 100 funcionários.

Pruano explica que, há cerca de um ano e meio, iniciou-se uma obra de expansão da parte administrativa da fábrica, que está sendo inaugurada este ano. O setor que ocupava uma pequena sala de cerca de 100 metros quadrados ganhou uma nova área de 1.300 metros quadrados, que inclui os departamentos de vendas, RH, planejamento e pesquisa e desenvolvimento. Além disso, a expansão inclui divisão destinada a clientes com auditório, centro de treinamento e showroom.

“Nossos clientes são os distribuidores que vão comercializar os produtos para os instaladores. Com esse showroom conseguimos mostrar como cada peça é produzida e como o equipamento funciona. Isso é importante porque passa segurança e aproxima mais os clientes de nós”, afirma. De acordo com ele, parte do aporte de R$ 20 milhões também foi aplicada no redesenho do layout fabril e à compra de novos equipamentos. Pruano garante que os investimentos trarão resultados para o aumento da produção, mas não detalha em números.

O gerente afirma que a Nice enxerga grande potencial no mercado de automação residencial na América Latina. Segundo ele, o continente latino-americano representa 15% do volume de faturamento do grupo no mundo e frisa que essa representatividade tende a crescer. “Nesse contexto, a fábrica de Santa Rita do Sapucaí ganha relevância. Ela tem potencial fornecedor para toda a América: os produtos fabricados em Minas Gerais serão enviados para todo o continente americano”, afirma.