O OssO - Mind the Bones tem um restaurante no bairro de Lourdes, inaugurado em 2016 - Cacalanari/Divulgação

O restaurante OssO – Mind the Bones, inaugurado no bairro de Lourdes, na região Centro-Sul de Belo Horizonte em 2016, ganhou uma nova unidade no Vila da Serra, em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). A nova casa, capaz de receber até 250 pessoas, vai funcionar no Serena Mall.

De acordo com um dos sócios do OssO, Kadu Fischbacher, o empreendimento, que não teve o valor de investimento divulgado, já fazia parte dos planos do grupo de empresários ao lançar o primeiro restaurante. “Sempre imaginamos que abriríamos uma casa no Vale do Sereno. Com o sucesso da casa de Lourdes passamos a buscar o ponto ideal na região que sonhávamos. Pesquisamos na principal avenida, a Alameda Oscar Niemeyer, em outras ruas, mas a oportunidade no Serena, que é um street mall, surgiu no momento certo. Lá temos uma localização privilegiada acrescida de segurança e estacionamento. Seria muito difícil conseguir um terreno com espaço para o restaurante e estacionamento compatível”, explica Fischbacher.

Leia também:

Bar em Bar foca em planta alimentícia

Meninas Buffet atende a festas no Sul de Minas

O espaço de 600 metros quadrados tem a assinatura do renomado arquiteto Gustavo Penna, responsável, entre outros projetos, pelo Centro de Convenções Inhotim e pela reformulação do Mineirão. A cozinha, de 130 m², abriga o que existe de mais moderno em termos de equipamento e é capitaneada pelo chef Djalma Victor.

Para dar conta do salão e da cozinha foram contratados e treinados 40 profissionais. “Todos passaram por um intenso treinamento. Na cozinha precisamos que eles entendam a forma de trabalhar do chef, compreendam a gastronomia que ele propõe. No salão foram 15 dias de treinamento e mais um período de soft open, onde a casa funcionou sem divulgação. Tudo isso para ‘azeitar a máquina’. Acreditamos que o sucesso venha do equilíbrio entre a gastronomia, que tem entregar o que promete e o atendimento, que tem que ser impecável”, avalia o empresário.

Próximo a sedes de grandes empresas, o espaço deve ser utilizado também para eventos e confraternizações corporativas neste fim de ano. A expectativa dos donos pela abertura de uma terceira unidade existe, mas controlada pelo estilo mineiro de fazer negócios, sempre cauteloso.

“Temos muitos clientes em Nova Lima e, por isso, viemos para cá. Apesar de não ser o nosso foco principal vamos receber jantares corporativos. Abrir uma terceira unidade é, claro, um objetivo, mas não temos nada planejado, nem mesmo uma região escolhida. Nosso objetivo agora é fazer essa unidade dar certo, consolidar a casa para depois pensar em uma nova inauguração”, completa o empreendedor.