Créditos: Divulgação

Com um conceito intimista e uma decoração que remete aos anos 60 e 70, a Casa de Negócios, em Ouro Preto, na região Central do Estado, é a nova aposta da empresária Vanusa Maria Silva Gomes.

O espaço, que inclui cozinha, quartos, sala de reunião e diárias all inclusive, será direcionado a eventos de pequeno porte. A empresária, que já é conhecida na cidade por sua atuação com brechós, investiu cerca de R$ 30 mil na adaptação da casa para o novo negócio. A expectativa dela é que o espaço atraia por sua proposta diferenciada e sedie até oito eventos por mês.

Vanusa Silva explica que a casa abrigava um dos brechós que ela administra e, por isso, o espaço já dispõe de peças de antiquário, que dão charme ao ambiente. Ela resolveu transformá-lo em uma casa de eventos com hospedagem depois que recebeu muitos retornos dos clientes que passavam por lá e manifestavam o desejo de ficar.

“Eu ouvi várias vezes as pessoas dizerem que a casa tinha um aconchego diferente e que elas dormiriam lá facilmente. Ao mesmo tempo, eu sempre pensei que os eventos corporativos careciam desse conceito mais intimista, então uni essas percepções na Casa de Negócios”, afirma.

Como a empresária já tinha a casa e boa parte dos móveis, ela precisou investir apenas R$ 30 mil em peças de cama, mesa e banho. Nesse momento, a casa dispõe de três quartos que cabem até 14 pessoas, além de uma sala para as atividades coletivas, como treinamentos, reuniões e palestras.

O espaço pode ser alugado com ou sem hospedagem e alimentação, mas a empresária acredita que é justamente nesse modelo all inclusive que está o diferencial do negócio.

“No meio corporativo as relações são distantes e não há tanto compartilhamento. A Casa de Negócios propõe eventos mais intimistas, que ajudam no networking. Além disso, os participantes terão a oportunidade de desfrutar de uma casa aconchegante e de turistar por Ouro Preto”, frisa. Segundo ela, na decoração do espaço há peças dos anos 60 e 70 e até da I Guerra Mundial. A diária por pessoa no modelo all inclusive custa R$ 590.

Até o momento, já foram realizados quatro eventos na casa e a expectativa de Vanusa Silva é que a frequência seja de oito eventos mensais. Ela afirma que o negócio ainda deve ampliar no segundo semestre deste ano, tendo em vista que a casa tem um segundo pavimento com mais quartos.

“Nossa previsão é aumentar a capacidade da casa de 14 para 22 pessoas. Isso será possível quando adaptarmos o segundo pavimento, que tem mais quatro quartos”, afirma. Para essa segunda reforma a empresária calcula um investimento de R$ 80 mil.