Foto: Reprodução

São Paulo – A Risü (https://risu.com.br/), startup que se denomina como um shopping on-line do bem, sediada em Belo Horizonte, desenvolveu uma plataforma para que os consumidores possam realizar doações para diversas ONGs e projetos sociais de forma prática e confiável, transformando a compra em um ato de solidariedade, sem gastar a mais por isso. Atualmente a Risü conta com mais 50 mil usuários, mais de 300 lojas parceiras e mais de 80 ONGs cadastradas. Em 2017, mais de R$ 6 milhões foram transacionados pela plataforma.

Ao realizar uma compra pela internet, o consumidor pode entrar no site da Risü, clicar no link da loja que procura, escolher qual ONG deseja ajudar e realizar a sua compra normalmente. Os clientes cadastrados na plataforma também recebem diversos cupons de desconto e podem acompanhar os valores convertidos em doações.

O cofundador da Risü, Lucas Borges, comenta que um dos objetivos da startup é mudar a cultura da doação no Brasil. “Vimos uma oportunidade de ajudarmos projetos sociais ao transformarmos a cultura de doação, permitindo que as pessoas doem parte do valor de suas compras on-line para apoiar projetos sociais nos quais elas se importam. Com isso, nós conseguimos também gerar uma experiência de compra diferenciada para as lojas e, ao mesmo tempo, valorizar suas marcas. Percebemos que todos poderiam ganhar com esse modelo: pessoas, empresas, ONGs, a Risü e a sociedade como um todo”, explica Borges.

Outra forma de participar é baixar o plugin da Risü, que alerta o consumidor sempre que ele visitar uma loja do bem, que faz parte da rede de parceiros. Basta o cliente ativar a doação pelo plugin e realizar a compra normalmente. Parte do valor da doação vai para a ONG escolhida e parte para a empresa, que também reinveste uma porcentagem da comissão em marketing para aumentar cada vez mais a base de doadores e parceiros.

Borges comenta que a conversão de compras dos usuários pela Risü chega a ser até três vezes maior do que a conversão normal do e-commerce. “Para a loja é vantajoso, pois ela recebe mais consumidores, apoia causas sociais e agrega valor a marca. E para os consumidores também é vantajoso porque ele pode realizar doações para causas que apoia, de forma confiável e sem gastar a mais por isso”, finaliza.