Investimento na ação no terminal da Capital foi da ordem de R$ 24 mil, segundo a Codemge - Divulgação

A Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge) concluiu a instalação de quatro mapas táteis arquitetônicos no Terminal Rodoviário Governador Israel Pinheiro (Tergip). As maquetes, instaladas na Rodoviária da capital mineira, são representações bidimensionais que servem para informar a planta de localização dos ambientes, o sistema de acesso aos elevadores e escadas e os locais de atendimento, além de sanitários, bilheterias e plataformas de embarque, por exemplo.

Esta e a primeira vez que o terminal oferece esse serviço. A novidade facilita a orientação e a mobilidade de pessoas com deficiência visual no espaço. O investimento da Codemge na ação foi de R$ 24,8 mil.

O processo de elaboração de projeto, execução e instalação dos mapas táteis durou quatro meses, entre setembro de 2018 e janeiro de 2019. O trabalho foi desenvolvido pela empresa Casa do Braille Sinalização Visual e Tátil Ltda.

Nesta ação, foram desenvolvidas quatro maquetes: um mapa tátil urbano, com tamanho aproximado de 1metro x1metro, abrangendo a edificação do Tergip e o entorno; e três mapas táteis arquitetônicos, nas dimensões 0,6 metro x1metro cada, correspondentes aos três pavimentos da rodoviária.

As quatro peças estão instaladas no hall principal do Tergip desde 15 de janeiro deste ano.

O mapa tátil urbano busca informar ao usuário as ruas e avenidas próximas ao edifício, indicar paradas de ônibus, pontos de táxi e serviços, além de demonstrar a distância entre os lugares escolhidos pelo público.

Conta, para isso, com textos na linguagem braille (contendo pontos em alto-relevo) e fontes (tipo e formato de letra) adequadas para usuários com baixa visão, a fim de auxiliar na escolha de caminhos para se chegar a um determinado local.

Os mapas táteis disponíveis no Tergip atendem à norma ABNT NBR 9050:2015, considerando itens importantes como diagramação, contraste visual e tátil, legibilidade e disposição dos pontos em linguagem braille. Por norma, as peças devem conter sinalizações visuais (textos, contrastes, símbolos e figuras) e táteis (com informações em relevo como textos, símbolos e braille). Desse modo, os mapas servem a todos os usuários, atendendo pessoas com e sem deficiência visual.

A instalação das maquetes atende também a uma proposta encaminhada pela Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), após visita realizada na Rodoviária em abril do ano passado.

Acessibilidade – Os mapas táteis compõem um conjunto de medidas sistemáticas que vêm sendo adotadas pela administração do Tergip, incluindo reformas e adaptações nas dependências físicas, com vistas a melhorias na acessibilidade do espaço como um todo. Entre as ações já efetivadas, estão: reforma dos banheiros; colocação de pisos táteis, bebedouros acessíveis, cadeiras especiais, guarda-corpo no estacionamento e no mezanino (3º piso), corrimão nas escadas que dão acesso às plataformas de embarque e desembarque e na entrada principal; e reativação das esteiras rolantes, que estavam mais de 40 anos sem funcionar.

Além disso, em parceira com o Instituto São Rafael, o terminal realizou capacitação da equipe que atua na Rodoviária para aperfeiçoar o atendimento às pessoas com deficiência, oferecendo-lhes acompanhamento durante seu trajeto no local. O Tergip conta também com quatro elevadores em funcionamento.

A Codemge está providenciando também a execução de obras no Tergip, incluindo a instalação de dois novos elevadores na área de desembarque, a substituição de um elevador antigo por outro novo, a adequação de espaço existente para acomodar a administração e a reforma dos pisos das escadas internas.

A licitação foi realizada em dezembro passado e homologada este mês, no dia 8/1. A vencedora do certame foi a empresa Fahel Construção Civil Ltda.

O investimento da Codemge na iniciativa é da ordem de R$ 1,5 milhão. O prazo de execução é de nove meses. Com informações da Agência Minas.