Crédito: Marcelo Camargo

Brasília – O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), afirmou ter sido informado que o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, dará explicações sobre reportagens que mostraram a suposta colaboração entre o então juiz da Lava Jato e os procuradores da operação em uma audiência pública na quarta-feira da próxima semana na CCJ da Casa.

Segundo Alcolumbre, a data foi confirmada pela presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), senadora Simone Tebet (MDB-MS). O ministro se colocou à disposição para prestar esclarecimentos, se antecipando à aprovação de requerimentos de convocação.

Encontro – O presidente Jair Bolsonaro e Moro tiveram ontem o primeiro encontro após a publicação das reportagens que mostraram a suposta colaboração entre o então juiz da Lava Jato e os procuradores da operação.

De acordo com a assessoria da Presidência, os dois conversaram sozinhos por cerca de 20 minutos no Palácio da Alvorada, antes de saírem juntos, de barco, para um evento no grupamento de Fuzileiros Navais, em Brasília.

O ministro foi um dos condecorados no evento e passou a manhã ao lado do presidente, mas saiu logo depois do encerramento sem dar entrevistas.

Em nota, o Ministério da Justiça relatou que a conversa entre Moro e Bolsonaro foi “bastante tranquila” e que o tema do encontro foi a divulgação das supostas mensagens do ministro.

“O ministro rechaçou a divulgação de possíveis conversas privadas obtidas por meio ilegal e explicou que a Polícia Federal está investigando a invasão criminosa. A conversa foi bastante tranquila. O ministro fez todas as ponderações ao presidente, que entendeu as questões que envolvem o caso”, disse a nota. (Reuters)