Evento realizado pelo Ibram em Belo Horizonte terá a apresentação de soluções para tratamento e aproveitamento de rejeitos - Crédito: Bruno Magalhaes / Nitro

Uma das premissas do novo presidente do Conselho Diretor do Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram), Wilson Brumer, diz respeito à aproximação cada vez maior do setor nacional com entidades e empresas de outros países. O objetivo, conforme ele, é buscar, cada vez mais, o aprimoramento das práticas e a troca de experiências em prol de uma melhor mineração.

“O Ibram já fazia um trabalho do tipo e nosso objetivo é intensificá-lo, de maneira a aperfeiçoar a gestão dos empreendimentos minerais e contribuir para que a mineração brasileira continue a ser uma das mais competitivas do mundo”, afirmou.

Neste sentido, o instituto inseriu o Brasil em um movimento global de cooperação, voltado a promover mudanças no setor e está trabalhando em conjunto com outras entidades internacionais, como o Conselho Internacional de Mineração e Metais (ICMM), a Associação de Mineração do Canadá (MAC) e a Comissão Internacional de Grandes Barragens (Icold). A intenção é implantar no Brasil os melhores processos de gestão, articulando ações com autoridades brasileiras federais, estaduais e municipais.

“Trocar experiências e conhecimento com especialistas e organizações internacionais é essencial para desenvolvermos modelos de gestão e de operação de empreendimentos minerários, que permitam uma nova e marcante evolução da indústria da mineração no Brasil e no mundo”, disse.

Evento – A primeira ação, neste sentido, acontece hoje e amanhã, no evento que vai apresentar às mineradoras novas soluções para gestão e aproveitamento dos rejeitos minerais. Intitulado “Fornecedores de Tecnologias para gestão e manejo de rejeitos de mineração”, o encontro vai reunir empresas brasileiras e companhias com atuação internacional para apresentar às mineradoras novas soluções desenvolvidas para melhorar a gestão e o manejo dos subprodutos do beneficiamento mineral ou rejeitos minerais.

Segundo o Ibram, este evento tem o propósito de aproximar fornecedores e mineradoras que investem constantemente na gestão dos subprodutos da atividade. Além disso, será um momento importante para disseminar conhecimento em torno das novas tecnologias, serviços e produtos desenvolvidos no Brasil e em outros países.

O evento é fruto de uma chamada pública que o Instituto lançou em 15 de abril, quando 73 empresas enviaram propostas técnicas. Destas, 38 foram selecionadas. A aproximação entre fornecedores e mineradoras é uma iniciativa do Ibram, em parceria com Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Minas Gerais (Crea-Minas) e com apoio do Ministério de Minas e Energia.