Segundo Linhares, mall esta negociando uma entrada pelo terminal rodoviário que fica pronto em 2020 - Sixstar/Divulgação

THAÍNE BELISSA

Com cinco anos de operação recém-completados, o Shopping Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), vive momento de expansão. Só neste ano, serão abertas 40 lojas no centro de compras, que deve encerrar 2018 com uma taxa de 97% de ocupação e um crescimento de 8,5% nas vendas em relação ao ano passado. Segundo o superintendente do shopping, Bruno Linhares, as perspectivas para os próximos anos são ainda melhores, tendo em vista que o shopping será vizinho de um terminal rodoviário, que integrará o sistema de ônibus na cidade.


O executivo explica que nem o período de crise econômica e nem mesmo a instabilidade no País causada pelas eleições impediram o shopping de crescer este ano. Ele acredita que os resultados positivos estão ligados ao potencial do equipamento. “O Shopping Contagem está em uma região em crescimento. O bairro Cabral é um canteiro de obras: acabamos de ver a inauguração de um Cefet bem aqui ao lado e aguardamos a construção do terminal rodoviário, que deve trazer cerca de 25 mil pessoas por dia para a região. Isso atrai o interesse dos investidores”, comemora.


Segundo Linhares, a obra do terminal rodoviário deve ser entregue em 2020 e a direção do shopping já está negociando um acesso anexo ao centro de compras. O executivo explica que, como o objetivo do terminal é justamente integrar linhas de ônibus de diferentes regiões da cidade, o acesso ao shopping será facilitado a pessoas que, antes, estariam muito distantes. Além disso, ele aposta no fluxo de clientes que será levado ao centro por um movimento de impulso ou necessidade dos clientes.


“Nos últimos anos apostamos em operações de serviços porque entendemos que o shopping é muito mais que um centro de compras, mas um lugar onde a pessoa resolve sua vida. Acredito que muitas pessoas que estarão em trânsito no terminal rodoviário aproveitarão esses serviços oferecidos pelo shopping”, afirma.


De acordo com ele, o centro comercial funciona com cerca de 200 lojas, sendo que 30 foram inauguradas este ano e outras 10 estão previstas para abrir as portas até o fim de 2018. Ele destaca que a operação faz questão de atrair marcas de maior relevância e que façam sentido para o público de Contagem. Algumas marcas, por exemplo, só têm presença na cidade dentro do shopping. “Nosso foco é na experiência do cliente e, por isso, procuramos oferecer um mix bem diversificado de marcas. Além disso, apostamos em serviços diferenciados, como por exemplo o posto UAI e um coworking”, diz.


Com tantas novidades a expectativa do executivo é de crescimento nas vendas. Ele espera um incremento de 8,5% este ano em relação a 2017. “Para 2019 e os próximos anos, a expectativa é ainda melhor por causa da abertura das novas lojas e da chegada do terminal rodoviário. Além disso, a economia dá sinais de melhora e o consumidor já está mais confiante”, aposta.