Maunel Alcalá reforça que a demanda por embalagens sustentáveis ganha espaço num cenário onde o consumidor está cada vez mais engajado com seus princípios - Sussa MGT/Divulgação

Atuando no segmento de soluções de embalagens de papel – mercado que ganha destaque frente a crescente preocupação dos consumidores com a sustentabilidade – a Smurfit Kappa acaba de investir R$ 24 milhões na unidade de Uberaba, no Triângulo Mineiro. O montante garantiu alta de 30% na produção. Segundo o CEO da empresa, Manuel Alcalá, as unidades do País receberam, este ano, de R$ 50 milhões. Para 2019, segundo ele, o plano de investimentos é “mais agressivo”, sendo que a fábrica de Uberaba continua sendo alvo de atenção.

Alcalá explica que os investimentos garantiram incremento do sistema de conversão que combina elementos de maquinaria e metodologias para melhorar impressão e garantir flexibilidade do sistema. Com isso, aumentam as possibilidades de adequação à demanda dos clientes. O avanço vem sendo feito em conformidade com segurança e qualidade.

Ele explica que a solução de embalagem de papel envolve toda uma filosofia de trabalho para garantir soluções para os clientes. “Não é perseguir volume de venda. Buscamos encontrar soluções sustentáveis e rentáveis aos clientes, com inovação, sustentabilidade e foco no trabalho”, diz. “Com a nossa capacidade de conversão, conseguimos melhorar a performance dos produtos nas prateleiras, o que pode ser determinante na tomada de decisão do consumidor sobre que produto levar”, completa.

O mercado consumidor da Smurfit Kappa está concentrado no Sudeste, onde a empresa atende principalmente empresas de bens de consumo, como as de laticínios, biscoitos, chocolate e sabão. Há também fornecimento a polos de bens duráveis, como eletrodoméstico.

Com sede na Irlanda, a empresa tem quatro unidades no Brasil, sendo duas delas em Minas: a de Uberaba e outra em Pirapetinga, na Zona da Mata. As outras são em Bento Gonçalves (RS) e Fortaleza (CE). No total, a empresa conta 1.800 funcionários no País.
“O Brasil é bastante importante para o grupo, sendo a aquisição mais recente nas Américas”, disse. O grupo deu início às suas operações no Brasil em 2015 e, desde então, já investiu R$ 130 milhões nas quatro unidades brasileiras, aos quais se soma o montante investido em Uberaba.

Segundo Alcalá, nesses três anos no País, a Smurfit Kappa registrou crescimento acima do mercado. Em 2018, por exemplo, a projeção para crescimento do mercado de embalagens de papelão no Brasil é de 2,9%, enquanto a Smurfit Kappa deve crescer 4% no período.

Mercado – Ele reforça que a demanda por embalagens sustentáveis, como as de papel, ganha espaço num cenário onde o consumidor está cada vez mais engajado com seus princípios. O produto ganha vantagem frente ao plástico, por exemplo, que vem sendo constantemente citado como causador de impactos negativos ao meio ambiente. A empresa informa que praticamente toda a produção da Smurfit Kappa vem de materiais reciclados.

Considerada uma das principais fornecedoras de soluções de embalagens de papel do mundo, a Smurfit Kappa conta com aproximadamente 45.000 funcionários em aproximadamente 370 unidades de produção em 35 países da Europa e Américas. O faturamento da empresa, em 2016, foi de 8,2 bilhões de euros em 2016.