São Paulo – A elétrica Taesa informou que o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) concedeu Licença de Instalação para sua subsidiária Empresa Diamantina de Transmissão de Energia (EDTE), conforme comunicado divulgado ao mercado na noite da última quarta-feira.

Com a licença, a EDTE poderá iniciar as obras sob sua responsabilidade, que envolvem a construção de 168 quilômetros de linhas de transmissão com investimento estimado em R$ 368 milhões.

A Taesa arrematou a concessão para a implementação e futura operação do empreendimento sob responsabilidade da EDTE em leilão realizado pela reguladora Aneel em 2016.

O projeto, que por contrato tem prazo estipulado de energização para dezembro de 2019, é uma parceria entre a Taesa, sua coligada Empresa Norte de Transmissão de Energia (Ente) e a Apollo 12 Participações.

“A companhia reforça seu foco na execução e entrega no prazo de seus nove projetos em construção, que totalizam R$ 3,8 bilhões de investimentos e vem trabalhando na antecipação de entrega de alguns deles, buscando eficiência de capex e de financiamento, com o objetivo de alavancar ainda mais os retornos destes empreendimentos”, afirmou a Taesa no comunicado.

“Com isso, a companhia vem demonstrando seu compromisso com o crescimento sustentável, disciplina financeira, eficiência operacional e geração de valor aos seus acionistas”, acrescentou a elétrica. (Reuters)