Bernardo Paiva*

O universo cervejeiro é fascinante. É de uma diversidade imensa e está em constante evolução. São novas marcas, novos sabores, novos ingredientes e novos territórios que são criados a todo instante. Só uma coisa, no entanto, não podemos permitir que mude nunca: a importância do consumo consciente de bebidas alcoólicas. Somos apaixonados por cerveja e pelo que fazemos. Por isso, sabemos da responsabilidade que temos em promover cada vez mais a moderação no consumo das nossas cervejas.

Hoje há uma legislação bastante completa no nosso País, com punições cada vez mais rígidas para evitar situações de risco relacionadas ao álcool – como consumo por menores de 18 anos ou associado à direção. Mas nós sabemos que não será apenas com leis e penalidades que conseguiremos construir uma cultura de consumo consciente.

Beber com moderação é responsabilidade de todos nós. Mas, além disso, acreditamos que o trabalho em rede é imprescindível para a conscientização real. Isso deve partir da união de empresas, órgãos públicos, universidades, instituições não governamentais e a própria sociedade civil para garantir que o consumo consciente e o debate em torno do assunto seja permanente, com foco no longo prazo.

Desde 2003, participamos das discussões na Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre os efeitos do uso inadequado de bebidas alcoólicas. Também promovemos regularmente treinamentos sobre o tema com garçons e a brigada de bar dos eventos que apoiamos. Só nesse ano, capacitamos 1,8 mil pessoas durante a Copa do Mundo e o Carnaval.

Outra frente muito importante que lideramos foi o projeto de segurança viária. Temos liderado projetos que subsidiam o poder público com dados e ferramentas eficazes no combate à mortalidade no trânsito. Em 2015, ajudamos na criação do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, em São Paulo, e, em 2016, do Brasília Vida Segura, em Brasília. O modelo deu tão certo que será exportado para República Dominicana, Índia, África do Sul e China. Além disso, o modelo também será replicado no restante do Brasil em parceria com o Ministério das Cidades e com o Instituto Tellus.

Mas além de informar, também temos nos dedicado a formar: fizemos parcerias com ONGs que trabalham com jovens e criamos o projeto Na Responsa, que conscientiza menores de 18 anos em comunidades de baixa renda sobre o consumo consciente de bebidas alcoólicas.

Em Heliópolis, São Paulo, o programa conseguiu reduzir em 8 vezes o consumo de álcool por menores de idade, segundo dados da consultoria MGov, que consolidou os resultados do projeto.

Como repetimos por todos esses anos, não nos interessa o lucro vindo do consumo indevido de nossos produtos. Estamos e queremos continuar nas mesas de almoço de família, festas dos amigos, churrasco no final de semana, happy hour e em outros momentos de confraternização, de alegria. Por isso, moderação é palavra de ordem. Afinal, quando consumida indevidamente, a bebida alcoólica é capaz de causar prejuízos indiscutíveis. Essa é a realidade e não pode ser ignorada.

Agora, neste 14 de setembro, como já fazemos há nove anos, vamos promover o nosso Dia de Responsa, a data mais importante do nosso calendário. Neste dia, todos os nossos funcionários – e somos mais de 32 mil só no Brasil – saem às ruas visitando bares e restaurantes para engajar donos, garçons e atendentes em geral sobre a importância da moderação. É mais um passo que damos rumo à conscientização e à celebração sem excessos.

* Presidente da Ambev