Shopping Del Rey, situado na Capital, espera um crescimento no fluxo de consumidores principalmente na reta final do Natal - Crédito: Inovah Eventos

Os corredores e lojas de shopping centers da Capital e região metropolitana devem receber um número maior de consumidores na reta final do Natal, com o impulso das compras de última hora, o que garantirá aumento médio de 5% nas vendas este ano no comparativo com 2017. A informação é do superintendente da Associação de Lojistas de Shopping Centers (AloShopping), Alexandre Dolabella. E, a partir deste final de semana, alguns shoppings começam a ampliar seus horários de funcionamento.

Segundo Dolabella, entre os fatores que vão garantir resultados melhores este ano estão o aumento na confiança do consumidor no período pós-eleitoral e a estabilidade nos preços dos produtos. Por outro lado, de acordo com ele, o atraso no pagamento do 13º salário do funcionalismo público estadual interfere negativamente.

“Para o consumidor, será um Natal muito bom com relação ao preço dos produtos. Os valores estão estáveis. Os lojistas estão negociando com fornecedores e até reduzindo a margem de lucro para viabilizar a venda”, disse. De acordo com Dolabella, o índice de aumento nos resultados é considerado bom levando-se em conta que o cenário econômico ainda é adverso. Ele pondera que este é o quarto ano de crise.

O aquecimento das vendas começou a ser registrado em novembro, com a Black Friday aponta o superintendente. Na ocasião, o incremento nos negócios nas lojas físicas dos shoppings da Capital variou entre 6% e 10%. Em seguida, o movimento caiu, mas voltou a crescer com a proximidade do Natal, principal data para o varejo. E a expectativa é de que os negócios sejam incrementados a partir de agora.

Leia também:

Greve e eleições impactam resultado de segmento

Centros de compras – Administradoras dos shopping centers consultadas pela reportagem estão mais otimistas que a AloShopping e aguardam alta nos negócios de 5% a 12%. Para garantir o incremento das vendas, os centros investiram pesado em suas campanhas de Natal. O BH Shopping, por exemplo, fez aportes de R$ 3 milhões em ações que incluem decoração, premiação, entre outras. Pátio Savassi, Diamond Mall e Minas Shopping investiram, cada um deles, R$ 1,5 milhão. No Shopping Cidade, o montante foi de aproximadamente R$ 1 milhão, o mesmo do Shopping Boulevard.

O ItaúPower Shopping, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, fez o maior investimento para a campanha de Natal de sua história, chegando a R$ 1,8 milhão para mídia e premiação. Os clientes que comprarem acima de R$ 450 recebem cupom para concorrer a um apartamento e dois carros e, além disso, ganham uma pulseira.

Superintendente do shopping, Leonardo Andrade informa que a expectativa é fechar dezembro com alta de 10% a 12% nos resultados em relação a 2017. Segundo ele, tal estimativa está amparada na alta do otimismo dos consumidores após o resultado eleitoral. Andrade ressalta que, devido à característica do consumidor de deixar as compras para a última hora, os dias mais próximos do Natal têm movimento maior. Com isso, a partir de domingo (16), o centro de compras irá ampliar seu horário de funcionamento.

No Shopping Del Rey, também em Belo Horizonte, a expectativa é de aumento no fluxo de consumidores na reta final de Natal. “Como de costume, o brasileiro deixa tudo para a última hora, então a expectativa para a reta final é muito alta. Os lojistas estão preparados, garantindo estoque e atendimento”, diz a gerente de marketing do centro de compras, Marina Moura. Segundo ela, a partir deste sábado (15), o shopping já amplia o seu horário de funcionamento.

Marina Moura ressalta que o movimento no mall começou a aumentar em novembro, devido à Black Friday, com os consumidores antecipando suas compras. Segundo ela, a promoção teve em 2018 o seu melhor resultado.

Por questões de mercado, o shopping não revela resultados. O mote da campanha de Natal do Del Rey este ano é Disney e, além disso, o centro de compras está sorteando diariamente um Iphone 8, sendo que, para receber o cupom para concorrer ao prêmio, o cliente tem que ter feito compras de R$ 350 ou mais.