Créditos: Filó Alves

Nos shopping centers de Belo Horizonte e região metropolitana, a expectativa é de aumento nas vendas para o Dia das Mães. Cientes de que a data é considerada a segunda melhor para o comércio após o Natal, os centros de compras investiram em atrações para estimular o consumo. A projeção é de que a comercialização cresça até 8,5% frente à registrada em igual período do ano passado.

A movimentação nos malls deve ser maior ao longo desta semana. Além de ser a última antes da data comemorativa, o pagamento dos salários também deve contribuir para o aumento das negociações.

No Shopping Cidade, a expectativa é de que as vendas para o Dia das Mães subam 6% em relação ao ano passado. A gerente de marketing do mall, Carolina Vaz, explica que os consumidores estão mais otimistas em relação aos cenários econômico e político do Estado e do País, o que deve estimular o comércio. Na campanha do Shopping Cidade, a cada R$ 300 em compras, o consumidor ganha uma vela aromática e ecológica.

“O Dia das Mães incentiva o comércio, e a gente espera crescer em relação ao ano passado. A gente sabe que a economia do País ainda não teve um aquecimento significativo, mas, depois das eleições, o clima melhorou e as pessoas estão mais seguras em relação ao País e ao Estado. Por isso, achamos que as vendas serão melhores do que no ano passado, em função da maior confiança do consumidor”, explicou Carolina Vaz.

As vendas para o Dia das Mães no Minas Shopping também devem crescer. A estimativa é de um aumento de 5% na comercialização quando comparado com o ano anterior. O fluxo de clientes deve ficar 10% maior.

Atrações são a chave – A gerente de marketing do Minas Shopping, Ana Paula Alkmim, acredita que o melhor desempenho das vendas está atrelado às atrações oferecidas no centro de compras, que incluem programações voltadas para as mães, crianças e família. Outro ponto que estimula o maior consumo é o sorteio de um Jeep Compass. A cada R$ 300 em compras, o consumidor troca por um cupom.

“No ano passado, não desenvolvemos um evento específico para as mães além da campanha. Este ano, mudamos a estratégia e tem dado certo. Estamos realizando vários eventos no shopping, o que é fundamental para atrair os consumidores e estimular as vendas. Nossas expectativas são muito positivas principalmente nesta semana, que concentra o pagamento de salários e é a última antes do Dia das Mães. Para atender a demanda, na sexta e no sábado, o shopping ficará aberto até as 23 horas”, explicou Ana Paula.

No ItaúPower Shopping, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, a estimativa é de um incremento de 8,5% nas vendas para a data. O fluxo no centro de compras deve crescer 6% frente ao Dia das Mães de 2018. De acordo com o superintendente do ItaúPower Shopping, Leonardo Andrade, o tíquete médio vai girar em torno de R$ 250.

Com o cenário econômico ainda desfavorável, a estratégia do shopping para a data comemorativa foi manter o mesmo valor do ano passado para a troca de brinde e para concorrer a sorteios, o que, segundo Andrade, torna a ação mais atrativa que a dos demais shoppings e estimula o consumo. A cada R$ 150 em compras, o consumidor participa de sorteios de vale-compras e ganha um pingente por CPF.

“A economia do País ainda anda de lado, por isso, mantivemos o valor de R$ 150 na nossa campanha do Dia das Mães. Assim, vamos contemplar o máximo de clientes do shopping. Em comparação com a concorrência, é o menor valor para participar da promoção. É uma estratégia assertiva, considerando a atual situação econômica do País”, explicou Andrade.

A realização de diversos eventos, como uma feira com produtos feitos por mães empreendedoras, foi a estratégia utilizada pelo Shopping Del Rey para atrair os consumidores e ampliar as vendas para o Dia das Mães.

A gerente de marketing do Shopping Del Rey, Marina Moura, explica que os trabalhos para a data comemorativa foram iniciados em fevereiro e incluíram uma pesquisa para saber quais os presentes as mães preferem ganhar. Com base nos dados, foi montada a estratégia, que prevê o sorteio de uma viagem em família e a troca, a cada R$ 350, por um creme.

Pautada pela expectativa de mercado, que projeta um tíquete médio de R$ 200 para as compras, a campanha deve contribuir para elevar para R$ 350 o tíquete do Shopping Del Rey.

“As pessoas estão tentando seguir mais esperançosas. Nosso fluxo de clientes está crescendo e percebemos que as pessoas estão comprando ou com tendência de ampliar as compras. O consumidor está um pouco menos cauteloso e topando investir mais na data”, afirmou Marina Moura.