App está disponível para Android e IOS, reforça Azevedo - Divulgação

Nada mais chato que fila de caixa em supermercado, ainda mais nos dias escaldantes do verão mineiro. Diante do quadro que faz com que até 45% das pessoas no Brasil desistam de frequentar estabelecimentos físicos e busquem outras alternativas, segundo pesquisa do Tiendeo, crescem os aplicativos de entrega em domicílio.

A maior crítica a esse tipo de serviço é o preço, considerado caro, principalmente para bairros distantes da região central, isso quando eles, simplesmente, não são atendidos. A promessa do Zé Delivery, aplicativo de entrega de bebidas, é ir contra essa máxima.

Em operação desde o início do ano passado, o app já conta com 37 pequenos e médios varejistas parceiros que fazem as entregas dos pedidos. A estimativa é de que esse serviço atinja um movimento de R$ 6 milhões na economia da região, além de gerar 150 empregos diretos nos próximos meses.

De acordo com o Head de Marketing & Growth do Zé Delivery, Cláudio Azevedo, o aplicativo possibilita ao usuário selecionar a melhor opção de bebida (alcoólica ou não), além de itens como gelo, carvão e petiscos.
“Belo Horizonte é um grande desafio. Estamos aprendendo sobre os gostos do mineiro, sempre muito aberto às confraternizações e à convivência com amigos e família, envolvendo comida e bebida. O comportamento da população das regiões metropolitanas tem muitas similaridades por questões como falta de tempo e trânsito ruim, mas cada cidade tem suas peculiaridades. Em BH, por exemplo, incluímos a cerveja Walls, que não estava presente no portfólio de Rio e São Paulo”, explica Azevedo.

O app está disponível gratuitamente para os sistemas IOS e Android. As próximas praças a serem atendidas em Minas Gerais devem ser: Betim e Confins, ambas na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), onde os testes já começaram.

O aplicativo funciona como market place, conectando os consumidores a pequenos estabelecimentos próximos. “Trabalhamos com conceito de democratização do serviço. Nosso diferencial é atender regiões que nem sempre contam com serviços de delivery, mas isso só faz sentido se chegarmos com um preço justo. Por isso nossos parceiros são pequenos estabelecimentos locais, que além de próximos entendem o perfil de consumo da população”, pontua o diretor da Zé Delivery.

Para bares, lojas de conveniência e outros estabelecimentos que não tinham capacidade de investimento em um aplicativo próprio ou perfil para participar de gigantes do setor de alimentação, o serviço de entrega pode ser uma boa oportunidade não só para aumentar a receita como para ter a marca divulgada em toda a cidade.

“Temos casos de bares que chegaram a dobrar a receita com o Zé. Essa é uma ferramenta importante porque permite um aumento da receita sem que os custos cresçam na mesma proporção, já que a entrega é feita, na grande maioria dos casos, em endereços muito próximos. No fim do ano tivemos um incremento de 45% no volume de vendas e também no tíquete médio. Costumamos ser lembrados em momentos de emergência, mas percebemos que os consumidores já estão programando suas compras conosco pela comodidade e pelos preços”, pontua o empresário.