A Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop) autorizou, por meio de resolução a ser publicada no “Minas Gerais” de hoje, o reajuste médio de 6,78% no valor das passagens do transporte intermunicipal, ou seja, para os ônibus que circulam entre a Capital e as cidades do interior, assim como entre essas cidades. Os novos valores das passagens, que não incluem taxas de embarque em rodoviárias, entram em vigor a partir da zero hora de amanhã.

Com a entrada em vigor da nova tabela, a tarifa de menor valor passou para R$ 3,20 (Sete Lagoas / Prudente de Morais), por exemplo, e o maior valor, para R$ 274,40 (Uberlândia / Juiz de Fora). O valor da passagem de Belo Horizonte / Ouro Preto foi para R$ 32,05; de Belo Horizonte / Montes Claros, R$ 139,40 e de Belo Horizonte / Divinópolis, R$ 40.

O reajuste anual, previsto no contrato de concessão para a prestação do serviço de transporte coletivo intermunicipal de passageiros, visa à correção da defasagem dos valores das tarifas ocorridos nos últimos doze meses, considerando a variação dos preços dos insumos, tais como combustíveis, peças de reposição, manutenção, depreciação do veículo, tributos, remuneração da mão de obra, entre outros.

As que tiveram maior impacto foram: despesa de pessoal, manutenção da frota e óleo diesel, apesar da desoneração do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) concedida pelo governo de Minas Gerais a partir de julho de 2017.

Os valores da tabela constante na resolução são tarifas-teto, pois desde julho de 2017 as concessionárias que prestam serviço de transporte coletivo rodoviário intermunicipal estão autorizadas a adotar tarifas promocionais em horários específicos, não sendo obrigatória a oferta da promoção em todas as poltronas de uma mesma viagem. Nos bilhetes de passagens adquiridos na promoção devem constar a inscrição “Tarifa Promocional”.

O Sistema Intermunicipal de Transporte de Passageiros conta com uma frota de 4.553 veículos registrados que atende a uma média mensal de 5,6 milhões de passageiros.

Metropolitano – As tarifas do sistema de transporte coletivo metropolitano de Belo Horizonte, incluindo o Move Metropolitano, também terão novos valores a partir de zero hora de amanhã. A resolução que autoriza o reajuste será publicada no Minas Gerais de hoje. 

O reajuste médio foi de 6,40% e o valor da tarifa preponderante vai de R$ 5 para R$ 5,35, abrangendo 220 linhas. A menor tarifa foi de R$ 3,35 para R$ 3,60, para 33 linhas, e a maior tarifa, de R$ 46,20 para R$ 49,05, que é a linha Betim/Aeroporto de Confins, via Aeroporto da Pampulha.

O sistema metropolitano de transporte coletivo por ônibus tem 657 linhas em operação na RMBH, conta com uma frota de 2.640 veículos, que transporta uma média mensal de 19 milhões de passageiros. Mais de 87% dos usuários uso do cartão. (As informações são da Agência Minas)