Crédito: Divulgação/Volkswagen

A Volkswagen apresentou, nessa semana, o utilitário esportivo médio que disputará mercado, no Brasil, com o líder do segmento, o Jeep Compass. O Taos, segundo a VW no lançamento on-line, se caracteriza principalmente pelo design, tecnologia e segurança.

O novo SUV coincide com a celebração do 40º aniversário da marca na Argentina, país de onde foi transmitida sua avant-premiere mundial. O Volkswagen Taos significa um investimento de US$ 650 milhões, destinados à modernização dos equipamentos e da infraestrutura da planta de General Pacheco, em Buenos Aires (Argentina).

Com a implementação da nova plataforma global MQB e uma nova área de pintura, que permitirá grande economia no consumo de água e energia, além de uma redução substancial de emissão de partículas, o Volkswagen Taos será lançado na América Latina a partir do segundo trimestre de 2021.

Na linha da Volkswagen, o Taos se posicionará acima do T-Cross e abaixo do Tiguan All Space. O novo utilitário mede 4,46 metros de comprimento, 1,63 metro de altura, 1,84 metro de largura e possui um entre-eixos de 2,68 metros.

Design – O design é um dos pontos de destaque do modelo. O Taos possui uma silhueta típica SUV, que transmite uma imagem sólida e robusta, além de garantir espaço interno aos seus ocupantes.

Nas laterais, destacam-se as caixas de roda “quadradas” com os cantos arredondados e para-choques “musculosos”, que realçam e aumentam a sensação de força do modelo.

O Taos também se destaca por sua frente elevada que, juntamente às fortes linhas angulares no para-choque, conferem a ele um design dinâmico e ágil.

Como principal novidade, ele estreia a nova assinatura noturna da marca, que conecta os faróis com uma linha de luz de LED que percorre a grade de um lado ao outro. Esta nova identidade de LED também pode ser encontrada nas lanternas traseiras do veículo.

No interior, de acordo com a Volkswagen, a equipe de design da marca se inspirou em 3 conceitos-chave: premium, único e sofisticado. A disposição horizontal do painel transmite sensação de espaço e coloca à vista do motorista a “ilha digital”, composta pelo Active Info Display (quadro de instrumentos digital) com tela de 10,25 polegadas e o sistema multimídia VW Play, que apresenta tela de 10,1 polegadas sensível ao toque.

Os materiais soft touch (macios ao toque) e as inserções em couro no painel complementam a premissa de sofisticação que, somados às luzes de ambiente com possibilidade de programação de 10 cores, criam uma atmosfera única.

Motor e câmbio O modelo conta com o motor 1.4 turbo (250 TSI) capaz de gerar 150 cv de potência e 25,5 kgfm de torque. O câmbio é automático de seis (6) marchas com a possibilidade de trocas sequenciais. O motor 1.4 TSI é produzido na fábrica de São Carlos, no interior do Estado de São Paulo.

Como ainda não foi feito o lançamento oficial, a Volkswagen não informou todos os itens que o Taos oferecerá. Porém, adiantou alguns. Um deles é o sistema VW Play, que estreou no Nivus.

A central multimídia, desenvolvida no Brasil, oferece a possibilidade de baixar aplicativos na VW Play Apps, além de configurar o perfil, vincular o celular por meio de Wireless App Connect e ainda programar o serviço de manutenção do carro.

Além disso, o modelo possui um carregador de celular sem fio, que possibilita ao cliente carregar o celular sem a necessidade de usar um cabo.

Novo utilitário esportivo se destaca pela segurança

O Taos promete ser um SUV bem equipado no que diz respeito à segurança. A VW informou que ele conta com o sistema de Controle Adaptativo de Cruzeiro (ACC) com stop & go, o qual permite que o veículo seja conduzido com segurança, mantendo uma velocidade pré-selecionada e conservando a distância do veículo à frente de forma autônoma. Se este veículo parar por completo e arrancar novamente dentro de 3 segundos, o Taos realizará o mesmo movimento.

Outro elemento de segurança é o sistema de Frenagem Autônoma de Emergência (AEB) com detector de pedestres. A partir de um radar frontal que está sempre ativo, ele identifica o risco de colisão ou atropelamento e alerta o motorista sobre esta possibilidade. Caso o motorista não reaja, o veículo freia automaticamente de forma autônoma, evitando ou reduzindo um acidente.

O SUV conta, ainda, com Detector de Ponto Cego, que detecta objetos no ponto cego do motorista e o avisa quando um veículo se aproxima por trás, mantendo a segurança em uma tentativa de mudança de faixa.

Este último elemento é complementado pelo Detector de Tráfego Traseiro, estrategicamente projetado para evitar colisões em estacionamentos. Este sistema identifica os veículos que se aproximam por trás, alertando o motorista e freando automaticamente em caso de risco.

O novo Taos também conta com a mais recente tecnologia de iluminação da marca, chamada IQ. Light. Ela permite que os faróis de LED tenham um alcance maior e mais amplo nas laterais.

Também inclui assistentes inteligentes para a direção, como o Dynamic Light Assist, que ajusta o facho dos faróis para evitar ofuscamento de outros motoristas. Por último, a Luz de Conversão Dinâmica acende de acordo com o ângulo de direção que o motorista aplica ao volante.

Concorrência – Como dissemos no início, o principal concorrente do VW Taos será o Jeep Compass. O líder do segmento vendeu em 2020, até ontem, 36.432 unidades. No ano passado, sem a pandemia, que impactou fortemente a economia, emplacou 60.362 unidades. Os números são da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

Mas é bom lembrar que o novo modelo também terá que disputar uma fatia do bolo com o Ford Territory e com o Chevrolet Equinox. O Ford Territory conta com motor 1.5 turbo de 150 cv e 22,9 kgfm de torque. O Chevrolet Equinox também apresenta motorização 1.5 turbo. No caso do modelo da GM, ele rende 172 cv e 27,8 kgfm de torque.

Também é importante destacar que a Toyota se prepara para lançar o Corolla Cross. Nada se sabe, ao certo, sobre a motorização que será utilizada. Porém, ele já chegará ao mercado herdando a ótima fama que a marca ostenta no Brasil no que diz respeito à durabilidade e confiança dos seus veículos.

Por se tratar de um pré-lançamento, preços e versões do Taos não foram revelados. Mas é possível estipular que os preços ficarão na faixa daqueles praticados pelas versões com motorização flex do modelo da Jeep, ou seja, algo entre R$130 mil e R$160 mil.

Afinal, não é possível conceber que, com o powertrain disponibilizado para o Taos, a VW queira bater de frente com as versões do Compass equipadas com tração 4×4 e motor 2.0 turbo diesel (170 cv e 35,7 kgfm de torque).

Certo é que a briga será muito boa nos próximos anos. Se hoje a Jeep não oferece um motor flex competitivo em termos de tecnologia e desempenho (2.0 aspirado de166 cv e 20,5 kgfm de torque, com etanol), em 2021 ela finalmente disponibilizará um motor turbo, bicombustível, para o seu líder de mercado. Quem ganha com essa “guerra” é o consumidor.