COTAÇÃO DE 26/02/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6050

VENDA: R$5,6055

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,5730

VENDA: R$5,7530

EURO

COMPRA: R$6,7113

VENDA: R$6,7142

OURO NY

U$1.732,60

OURO BM&F (g)

R$307,54 (g)

BOVESPA

-1,98

POUPANÇA

0,1159%%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

DC Mais

AGENDA CULTURAL | 24/12

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Crédito: Israel Crispim Jr.

A Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult) dispõe de muitas atrações culturais e alternativas de entretenimento para quem escolheu Minas Gerais para passar o fim de ano e as férias de janeiro.

O Estado, que concentra valioso patrimônio histórico, riqueza gastronômica, natureza exuberante, além de um povo hospitaleiro, promove uma agenda recheada de eventos e atividades lúdicas e culturais que prometem agradar toda a família e diferentes perfis de público.

PUBLICIDADE

Na Capital, Belo Horizonte, e também nas cidades históricas, repletas de museus, igrejas e centros culturais, Minas conta com mais de 400 espaços abertos aos visitantes, alguns centenários e com muita história para contar. Destaque em BH, o Circuito Liberdade é formado por 16 espaços culturais. Muitas das atividades são gratuitas. Exposições, oficinas, shows, visitas guiadas, troca da guarda, presépios e lapinhas, além da tradicional iluminação de Natal da Praça da Liberdade, fazem parte da programação.

Veja o calendário

Até 6 de janeiro – A exposição “Não há estagnação – apenas movimentos tempestuosos”, em cartaz no Museu Mineiro, conta com mais de 60 obras de 58 artistas. Os trabalhos fazem parte do acervo dos sete museus do Estado, sob a guarda e conservação da Diretoria de Museus, e não se encontram em exposições permanentes.

Até 6 de janeiro – No Centro de Arte Popular (CAP), a mostra do “Presépio Renascimento”, de Oceano Cavalcanti, promete surpreender os visitantes. O artista constrói as imagens dos personagens do presépio utilizando como matéria-prima sacos de cimento vazios. O presépio ficará em exibição na vitrine externa e no interior do CAP.

De 16 a 25 de janeiro – O CAP oferece oficinas de Oratório com material reciclado (nos dias 16, 23 e 30/01), Estandarte (dia 18/01) e de Estamparia em tecido com carimbo (dia 25/01). Todas são gratuitas e funcionam das 14h às 17h. São 20 vagas em cada, com inscrições prévias pelo telefone (31) 9.8407-9444.

Até 16 de fevereiro – Também no Museu Mineiro, a mostra “Rede Minas 35 anos – Seu lugar, seu mundo” traz instalações interativas, documentos e equipamentos históricos, além de conteúdos selecionados entre as mais de 50 mil horas que fazem parte do acervo produzido pela emissora.

Até 8 de março – O CAP abriga a exposição “Folia das Cores e do Movimento”. O acervo conta com 30 obras do artista e miniaturista Willi de Carvalho, cuja obra revisita aspectos e costumes da vida rural e das tradições populares mineiras.

Interior Cultural

Até 5 de janeiro – O Museu Casa Guignard, em Ouro Preto, hospeda a exposição “Guignard e Scliar”. O encontro de dois dos maiores artistas plásticos brasileiros está registrado com maestria nas obras que integram a mostra. Ao todo, são 11 desenhos de Carlos Scliar reproduzidos em tamanho natural e impressão fine arts e uma pintura a óleo de Alberto da Veiga Guignard.

Até 6 de janeiro – Este ano, o Circuito de Presépios e Lapinhas, promovido pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha-MG), em parceria com os municípios, está imperdível. São mais de 300 presépios que poderão ser visitados até o Dia de Reis. Ao todo, 190 cidades, de todas as regiões mineiras, tiveram presépios residenciais e comunitários cadastrados. Confira a lista no site: http://www.iepha.mg.gov.br.

Até 31 de julho – Quem for a Mariana terá oportunidade de conferir a exposição que comemora os 100 anos da visita de Mário de Andrade ao poeta Alphonsus de Guimaraens. A mostra foi montada, simultaneamente, nas antigas residências dos dois escritores, a Casa Mário de Andrade, em São Paulo (SP), e o Museu Casa Alphonsus de Guimaraens, em Mariana. Ela repercute o famoso encontro, que aconteceu em 10 de julho de 1919 na cidade mineira, por meio de referências em cartas e publicações da época. Também serão promovidas, em horários agendados, interações dos visitantes das duas casas, via internet. (Com informações da Agência Minas)

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

VEJA TAMBÉM

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!

FIQUE POR DENTRO DE TUDO !

Não saia antes de se cadastrar e receber nosso conteúdo por e-mail diariamente