Teatro

Cortejante cortejo brincante – Agenda Cultural Ateliê Titetê realiza três apresentações, gratuitas, na capital mineira. O Coletivo Calcinha de Palhaça é o responsável pelos espetáculos. A iniciativa tem como objetivo levar cultura, gratuita, de qualidade para o público

Quando: 30 de março
Quanto: Entrada franca
Onde: Rua dos Independentes, próximo ao número 148, Jardim do Vale (região do Barreiro) – 9h / Asilo Paulo Penido (Rua Gilberto Freire, 800, Bom Sucesso) – 14h

Banho de Sol – A peça da Zula Cia. de Teatro é fruto do projeto “A arte como possibilidade de liberdade”, composto, dentre outras atividades, por aulas de teatro realizadas em um complexo penitenciário feminino ao longo de um ano, durante o banho de sol das participantes.

Quando: 29 de março a 22 de abril
Quanto: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia-entrada)
Onde: CCBB-BH (Praça da Liberdade, 450, Funcionários)

Nesse Naipe – Stand-up Comedy Magic com Caio Martins. No palco, Caio conta para o público como é a vida de um mágico, além de repassar algumas histórias pessoais sobre como começou a carreira e os preconceitos enfrentados na profissão.

Quando: 28 de março – 20h
Quanto: R$ 30,00 (inteira), R$ 15,00 (meia)
Onde: Teatro de Câmara do Cine Theatro Brasil Vallourec – (Avenida Amazonas, 315, Centro)

Gonzaguinha – O Eterno Aprendiz – O musical é protagonizado pelo ator Rogério Silvestre conta a história de um dos maiores compositores e intérpretes brasileiros Gonzaguinha em uma obra que reúne artes cênicas e música.

Quando: 29 de março (21h)
Quanto: Setores I e II – R$ 80 (inteira) / R$ 40,00 (meia-entrada) Setor III – R$ 60 (inteira) / R$ 30,00 (meia-entrada)
Onde: Cine Theatro Brasil Vallourec (Av. Amazonas, 315 – Centro,)

Capitão Fracasso – Espetáculo baseado no romance de Théophile Gautier, com direção de Luiz Paixão, tem curta temporada no Palácio das Artes. O texto da peça, utilizando-se da técnica de colagem, realiza um percurso dramatúrgico em que cenas de grandes obras – Eurípides, Shakespeare, Molière entre outros – serão “encenadas” pela Companhia dos atores do romance, integrando objetivamente os dois gêneros literários

Quando: 23,24, 28, 29, 30, 31 de março
Quanto: R$ 20,00 (inteira) | R$ 10,00 (meia)
Onde: Teatro João Ceschiatti – Palácio das Artes

Artes Plásticas

Raízes ÁfricaBrasil por Alyson Carvalho – Com curadoria de Claudia Jannotti, a exibição é composta de 21 fotografias e seus nomes escritos na língua africana iorubá. Em “Raízes ÁfricaBrasil” as cores e os adornos das imagens, como argila branca, flores secas e o bronze são repletos de significados e representados em tinta dourada. Os modelos foram escolhidos não apenas por terem relação com o tema, mas por ser a própria representação da cultura africana.

Quando: 29 de março a 2 de junho
Quanto: Entrada Franca
Onde: Museu Inimá de Paula (Rua da Bahia, 1201, Centro

“Entre”, por Pedro H Carvalho – Rostos célebres e releituras de clássicos. Esse é o conteúdo dessa mostra, inspirada na trajetória artística do jovem de 20 anos, que traz trabalhos pontuais de importantes fases de seu desenvolvimento estético. São esboços, pinturas, cadernos de desenhos e anotações, com temas variados, passando pela figura humana, paisagem e natureza-morta.

Quando: Até 17 de abril
Quanto: Entrada franca
Onde: Passo das Artes – Colégio Loyola (Avenida do Contorno, 7919, Cidade Jardim)

Ai Weiwei – Com a exposição “Ai Weiwei – Raiz”, premiada como a melhor mostra internacional de 2018, o artista plástico chinês Ai Weiwei tem a sua obra exposta pela primeira vez no Brasil. Ai Weiwei se destaca pelo interesse que demonstra pelas questões sociais e humanas, como a crise mundial de imigração.

Quando: até 15 de abril (quarta a segunda-feira, 10h às 22h)
Quanto: entrada franca
Onde: Centro Cultural Banco do Brasil (Praça da Liberdade, 450, Funcionários, entrada pela rua Cláudio Manoel)