COTAÇÃO DE 13/05/2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,0570

VENDA: R$5,0580

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,1500

VENDA: R$5,2590

EURO

COMPRA: R$5,3163

VENDA: R$5,3179

OURO NY

U$1.810,48@

OURO BM&F (g)

R$303,69 (g)

BOVESPA

+1,17

POUPANÇA

0,6672%

OFERECIMENTO

DC Mais

“Bordados” explora o universo feminino

COMPARTILHE

Crédito: Renato Mangolin

Com texto e direção de Ana Teixeira e Stephane Brodt, “Bordados” integra o projeto “Ciclo das Mulheres”, em que o grupo aborda temas universais do ponto de vista feminino e explora o teatro como um espaço de produção de saúde. O espetáculo aborda um encontro entre mulheres árabes, ao longo de uma sessão de chá. Em torno da bebida, elas desenrolam os fios das suas histórias, tecendo conversas íntimas sobre casamentos, família, revelando sonhos, perdas e conquistas. Nesse encontro, um tema predomina: o amor. 

O espetáculo segue em cartaz até 30 de maio, sempre de quinta a segunda-feira, às 19h, no Teatro II do Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB BH). As apresentações deste sábado (14) e do próximo dia 23 serão seguidas de bate-papo. Os ingressos custam R$ 30,00 (inteira) R$ 15,00 (meia) e podem ser adquiridos na bilheteria do teatro ou pelo site www.bb.com.br/cultura.

PUBLICIDADE




O texto do espetáculo é uma costura de relatos reais recolhidos entre as centenas de entrevistas reunidas no documentário ”7 Bilhões de Outros”, do francês Yann Arthus-Bertrand. “A inspiração para a montagem foi o romance gráfico da Marjane Satrapi, mas rapidamente decidimos partir para uma criação e mergulhamos na tradição do chá árabe. Nós nos referenciamos, então, no documentário do Yann Arthus-Bertrand. O realizador francês percorreu o mundo entrevistando pessoas para tentar responder à questão: ‘o que nos torna humanos?’ Do documentário, selecionamos relatos sobre amor, felicidade, sentido da vida e morte, e a partir deles desenvolvemos personagens capazes de encarar memórias que essas mulheres vão bordando. Desse modo, colocamos com o teatro a mesma pergunta lançada pelo documentarista: ‘o que nos torna humanos?’, porém, a partir do ponto de vista e da experiência das mulheres”, comenta Ana Teixeira.

Acolhedor e com uma linguagem delicada e feminina, “Bordados” traz histórias que refletem os desafios de amar e viver em uma sociedade marcada pela tensão entre tradição e modernidade. “São histórias que, embora tragam a realidade de uma outra cultura, parecem tão próximas e nos convidam a refletir sobre a vida, o amor e a liberdade. Falar da mulher dentro do contexto árabe, e particularmente do mundo árabe islâmico, nos permite abordar situações universais do feminino”, diz a diretora.

Perfume

O aroma de hortelã e chá verde perfumam todo o teatro, e mulheres da plateia são convidadas a assistirem ao espetáculo sentadas em cadeiras ao redor de mesas posicionadas na frente palco. “O chá na cultura árabe é o símbolo da hospitalidade, por isso levar essas mulheres para próximo da cena é uma forma das atrizes acolherem o público feminino durante a montagem”, ressalta Ana Teixeira.

A diretora destaca que “Bordados” convida o público a refletir sobre a importância do encontro, da presença, do diálogo olho no olho, da atenção e do afeto. “A necessidade que temos de nos comunicar olhando nos olhos vem sendo diluída pelo uso excessivo das novas tecnologias. Nos privamos, assim, de perceber as emoções que afloram quando conversamos frente a frente, em tempo real. Daí a crise de empatia que vivemos hoje. Conversar é um ato político e um ato de afeto, antídoto contra a solidão e contra a (o)pressão da vida moderna”, argumenta.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!