COTAÇÃO DE 22/04/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,4540

VENDA: R$5,4550

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,4570

VENDA: R$5,6330

EURO

COMPRA: R$6,6023

VENDA: R$6,6035

OURO NY

U$1.784,12

OURO BM&F (g)

R$314,43 (g)

BOVESPA

-0,58

POUPANÇA

0,1590%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

DC Mais
Crédito: Magali Moraes

Brumadinho passou por momentos muito difíceis e para contribuir com o fortalecimento dos valores culturais locais, da autoconfiança da comunidade e do ambiente cultural, foi criado o programa “Caminhos da Arte”. Trata-se de uma iniciativa de promoção continuada de atividades reflexivas e de qualificação técnica cultural para os moradores de Brumadinho, estimulando a retomada gradual das atividades criativas, dando a oportunidade para um público jovem e adulto participar de vivências e atividades formativas artísticas.

Concebido e idealizado pela Fundação Clóvis Salgado, por meio do Palácio das Artes e do Centro de Formação Artística e Tecnológica – Cefart, com o patrocínio da Caterpillar e do Instituto Social Sotreq – iSSO, “Caminhos da Arte” é um grande programa humanístico de atuação cultural, artística, social e econômica, pautado na promoção de experiências criativas, artísticas e de desenvolvimento humano para a população de Brumadinho. A iniciativa tem um escopo amplo de atuação que se estenderá por um ano.

PUBLICIDADE

Em função das medidas restritivas para conter o avanço da pandemia da Covid-19, a primeira etapa do projeto será realizada em formato virtual, visando garantir a segurança dos participantes e envolvidos. A previsão para o próximo ano é que as atividades aconteçam de forma presencial.

A programação de atividades online oferece palestras, conversas com artistas, educadores e articuladores de Brumadinho e de outras regiões do país, além de oficinas exclusivas para moradores do município. As atividades formadoras, profissionalizantes e reflexivas terão início na próxima terça-feira. Toda a programação é gratuita.

O programa “Caminhos da Arte” tem como esferas norteadoras três princípios: técnico – evidenciando o potencial de geração de emprego, renda e atividades econômicas; artístico – que fomenta a expressão cultural e a inclusão social e de bem-estar, como fator motivador da qualidade de vida humana. Todas as atividades foram pensadas para o desenvolvimento individual e coletivo.

“Estamos muito felizes com a realização do programa Caminhos da Arte, pela chance que ele nos dá de contribuir com o fortalecimento da identidade local, agregando novos saberes e ofícios, gerando atividades econômicas e renda para jovens e adultos por meio de inovações possíveis no campo da arte. É a possibilidade de geração de impacto social, econômico e humano que a arte e a cultura possuem. Nos orgulha muito contar com a parceria da Caterpillar e da iSSO neste programa, viabilizando ações de formação cultural de relevância para as comunidades de Brumadinho”, afirma a presidente da Fundação Clóvis Salgado, Eliana Parreiras.

Um dos propósitos básicos do programa “Caminhos da Arte” é a criação de uma rede de apoio da iniciativa privada e sociedade civil, por meio do poder transformador da arte e da cultura, para fomento da comunidade local e geração de impacto social, econômico e humano.

Abertura – O cantor, compositor e instrumentista Carlinhos Brown (foto) é convidado especial para a palestra de abertura do programa “Caminhos da Arte”, nesta segunda-feira (23), às 19h. Ele vai relatar sua história artística e os caminhos que trilhou até conquistar o espaço que ocupa hoje na Música Popular Brasileira (MPB). A abertura contará também com performance musical do violonista Andre Luis, artista de Brumadinho. O evento será transmitido pelo site do programa (www.cdabrumadinho.com.br). O link será disponibilizado pelas redes sociais do programa (@cdabrum) e também pelo site da Fundação Clóvis Salgado/Palácio das Artes (fcs.mg.gov.br).

Na terça-feira (24), as atividades seguirão o tema “Arte que inspira” e fomentam o debate sobre a experiência da arte para criadores e também para quem a vivencia. Às 19h, uma roda de conversa reúne a cantora e compositora Zélia Duncan como mediadora dos ceramistas Jéssica Martins e José Alberto Bahia (o Bebeto) do Saracura Três Potes de Brumadino, o alemão Benedikt Wiertz – que reside e trabalha em Brumadinho, além de Inês Antonini, artista plástica que tem seu ateliê na região.

Na quarta-feira (25), o eixo temático será “Arte que liberta”, analisando a arte como forma de expressão e circulação de conhecimento, empoderando indivíduos e criando narrativas libertadoras. Com mediação da jornalista e escritora Leila Ferreira, a roda de conversa receberá Dina Braga (Brumadinho), Presidente e coordenadora do grupo Afro, Canto e Dança “Negro Por Negro”; e Rosália Diogo (Belo Horizonte), professora e jornalista.

Na quinta-feira (26), o tema “Arte que transforma”, dá luz aos debates sobre a arte e a cultura como ferramentas para a restauração da vida, saúde e bem-estar individual e coletivo. A discussão contará com mediação da repórter Tábata Poline (TV Globo Minas) e com a presença do músico e produtor Sanrah Ângelo, do projeto social Batucabrum, de Brumadinho, e Nil César, fundador e gestor da Casa do Beco, espaço de intercâmbio de experiências culturais no Aglomerado Santa Lúcia, em Belo Horizonte.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!